Posts recentes de Capa

Culinarista Thaís Massa ministra cursos no Recife

Nos próximos dias 25 e 26 de setembro, a clínica Santieve, na Ilha do Leite, promove o evento “Santieve Convida”, na Oficina dos Chefs da Casa Rosada. Quem aporta na cidade para as aulas é a educadora física e culinarista Thaís Massa, sucesso nas redes sociais. A convidada vai ministrar os cursos de cozinha low carb e cozinha proteica.

Thais Massa. Crédito: Satieve/Divulgação

Thaís Massa.
Crédito: Satieve/Divulgação

A cozinha low carb aposta em uma dieta de pouco carboidrato. Já a cozinha proteica, utiliza suplementos proteicos em substituição a alimentos com alto índice glicêmico. No evento, os participantes vão aprender a fazer as substituições corretas e o melhor preparo para garantir uma refeição saudável e deliciosa. As inscrições custam R$ 350 (um curso) e R$ 650 (dois cursos) e podem ser feitas na Santevie Clínica ou na Organno.

Safadão revela novidades no Garota VIP, hoje, no Recife

Wesley Safadão. Crédito: Ederson Lima/Divulgação

Wesley Safadão.
Crédito: Ederson Lima/Divulgação

Depois de gravar em Brasília, o maior DVD da história de um artista nordestino, Wesley Safadão e sua banda Garota Safada trazem ao Recife, neste sábado, o projeto Garota VIP, para a área externa do Classic Hall. Esta “tour” é bem diferente das outras já apresentadas no Brasil – o palco, por exemplo, permite que o Safadão interaja ainda mais com seu público. “Temos um histórico de shows lotados e excepcionais no Recife. Dessa vez, eu tenho certeza, não será diferente. Até porque essa festa há mais de 2 meses já tinha vendido muito mais ingressos do que outros eventos semelntes que passaram pela cidade.”, disse o artista.

Wesley Safadão - Crédito: Ederson Lima/Divulgação

Wesley Safadão – Crédito: Ederson Lima/Divulgação

Para o setlist,  Wesley Safadão guarda surpresas: promete mostrar canções inéditas e selecionadas cuidadosamente pelo artista junto ao seu time de compositores. E quem estiver na noite, tem um novidade: Safadão vai divulgar uma hashtag em que as fotos postadas pelos fãs ganham espaço em telões que estarão expostos no palco. Além da banda Garota Safada, ainda tocam Geraldinho Lins e Pedrinho Pegação.

Leila PInheiro volta ao Recife para show no Teatro do RioMar

Leila Pinheiro/Washington Possato/Divulgação

Leila Pinheiro/Washington Possato/Divulgação

 

Dona de uma voz belísisma, Leila Pinheiro estava sumida do nosso mundo de shows. Agora está de volta, com um novo show Por onde eu for”, que será mostrado dia 12 de setembro, no Teatro do RioMar. É a primeira vez que ela mostra na cidade o repertório do CD homônimo, recém-lançado pela Tacacá Music, selo da própria artista. Neste espetáculo solo, no qual a paraense comemora 35 anos de carreira, ela estará ao piano e violão.

Além das canções inéditas do novo CD “Por onde eu for”, cujo título é uma música de Adriana Calcanhotto, Leila trará vasto repertório que revisita sua carreira. E versões pessoais para composições de Gilberto Gil, Herbert Vianna, Nando Reis e Tim Bernardes, do grupo paulistano O Terno. André Vasconcellos, baixista que tocou com Leila em 2005 na turnê do CD “Nos horizontes do mundo”, produziu o álbum e assina a direção musical do show.

Uma das grandes vozes da música brasileira, Leila gravou 19 discos e três DVDs. E, pela primeira vez, escolheu fazer uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para a gravação do CD. “Me encantei com a possibilidade de ampliar a rede de pessoas que se interessam pela minha música e querem estar mais perto de mim, fazendo acontecer o que gostam e acreditam. É tudo muito novo e adorei o desafio”, conta Leila. “A receptividade à campanha foi estimulante, numa corrida contra o tempo curto de apenas dois meses. Tudo deu certo desde o início, pela divulgação do novo CD, o interesse real de um novo público pelo meu trabalho e a proximidade maior com os fãs que me acompanham há 35 anos.”

Presidente da CBF mais uma vez não acompanha a seleção brasileira

Marco Polo del Nero/CBF/Divulgação

Marco Polo del Nero/CBF/Divulgação

 

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, continua avesso a viagens internacionais. Ele decidiu que não vai para os Estados Unidos prestigiar a Seleção Brasileira nos amistosos de 5 e 8 de setembro, contra Costa Rica e EUA, respectivamente. O dirigente passou essa informação a pelo menos dois de seus auxiliares mais próximos. A alegação é de que não ficaria bem se ausentar do País com a CPI do Futebol no Senado em curso. No entanto, para muitos é o medo de ir e ser preso, como aconteceu com seu antecessor José Maria Marin. Marco Polo Del Nero teve seus sigilos bancário e telefônico quebrado a pedido da CPI do Futebol

Cinco ministérios respondem por 89% dos gastos do governo federal

Imagem ilustrativa Crédito: sxc.hu/Divulgação

Imagem ilustrativa
Crédito: sxc.hu/Divulgação

 

O especialista em contas públicas Mansueto Almeida, economista licenciado do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), calcula que apenas cinco ministérios – Educação, Saúde, Previdência Social, Desenvolvimento Social e Trabalho – responderam por 89% dos gastos de custeio do governo de janeiro a maio deste ano. Ou seja, do total de R$ 312,8 bilhões aplicados no funcionamento da máquina pública, R$ 268,66 bilhões foram consumidos por essas cinco pastas, em gastos com aposentadorias, seguro-desemprego, Bolsa Família, hospitais, universidades etc.

Outra fatia importante dos gastos foram as despesas com encargos especiais (R$ 26,3 bilhões) – por exemplo, recursos para cobrir perdas da Previdência com a desoneração da folha de pagamento, subsídios para compensar juros mais baixos praticados pelo BNDES. Esses gastos, somados às despesas dos cinco principais ministérios, representaram 94,3% dos dispêndios de custeio nos cinco primeiros meses do ano, segundo Almeida.

Além do custeio, o governo tem gastos elevados com juros da dívida e com pessoal, despesas que também não podem ser cortadas facilmente – a maioria dos funcionários públicos é concursada e tem estabilidade, enquanto o pagamento de juros está previsto em contratos cujo rompimento provocaria uma fuga de investidores que financiam o governo por meio de títulos públicos. Outras despesas obrigatórias, como previdência e seguro-desemprego, só podem ser reduzidas alterando leis por meio do Congresso, em votações altamente impopulares.

Cortes do governo federal são apenas simbólicos

Imagem ilustrativa Crédito: sxc.hu/Divulgação

Imagem ilustrativa
Crédito: sxc.hu/Divulgação

 

Atendendo a pressões de políticos e da opinião pública, a presidente Dilma Rousseff anunciou que vai cortar dez de seus 39 ministérios até final de setembro. Embora a medida tenha o valor simbólico de demonstrar que o governo está “cortando na própria carne”, não produzirá impacto relevante no sentido de melhorar as contas públicas e viabilizar um ajuste fiscal mais robusto, afirmam economistas ouvidos pela BBC Brasil.

Isso acontece porque a grande maioria dos gastos do governo está concentrada em poucos ministérios, principalmente na área social. Boa parte são despesas obrigatórias – com saúde, educação, aposentadorias – que não podem ser reduzidas com uma mera canetada.

“Na prática, o que é isso perto do que o governo gasta com juros, perto de outras despesas que não podem ser cortadas? É mais simbólico, mas um simbolismo que ajuda, ainda mais num momento em que o governo está pedindo sacrifícios continuamente à população, aos empresários. E pode até aumentar a carga tributária no ano que vem”, avalia Carlos Thadeu de Freitas, ex-diretor do Banco Central e hoje chefe da divisão econômica da Confederação Nacional do Comércio.Para o economista, o esforço do governo pode servir de argumento contra a aprovação de leis, no Congresso, que aumentem os gastos públicos.

Leandro Hassum mostra show amanhã no Teatro Guararapes

Leandro Hassum traz novo espetáculo ao Recife - Crédito: Divulgação do artista

Leandro Hassum traz novo espetáculo ao Recife – Crédito: Divulgação

Com impressionantes 46 kg a menos após cirurgia de redução de estômago, o humorista Leandro Hassum vem ao Recife amanhã apresentar seu stand up comedy, “Lente de aumento”, no Teatro Guararapes. O artista, que já chegou a pesar 150 kg e garante que vai ficar mais levinho, revela que não tem medo de deixar de ser engraçado por perder peso: “Quem acha graça de gordura é dono de açougue”, já disse. Com certeza é um dos melhores programas deste final de semana na cidade.

Guaiamundo 17 comemora quatro anos com festão

Para comemorar os quatro anos de funcionamento do seu Guaiamundo 17, o empresário Ricardo Melo arma super festa neste sábado, a partir das 21h. Para assumir o som da noite, foram escalados o cantor John Geração, a dupla sertaneja Felipe & Gabriel e a Banda Dibôa, que fecha a noite com seu forró universitário. Os ingressos custam R$ 40 (homem) e R$ 30 (mulher) e estarão à venda no local.

John Geração. Crédito: Divulgação do artista

John Geração.
Crédito: Divulgação do artista

Balada Dream Club ganha prévia para convidados

Allana Marques, Lúcio Morais, Thiago Megale e Lucas Loviogine, da Go Elephants, armam, este domingo, festinha só para convidados no Hauss, na Galeria Joana D’Arc. O agito na lajetop do bar será um preview para a balada Dream Club, que acontece em setembro, no Catamaran. Quem agita o esquenta são os DJs Lúcio Morais e CHBM. Já no lineup da festa oficial, destaque para a vinda da DJ Vivi Seixas (herdeira de Raul Seixas) e do duo Drunk Daniels (PR).

DJ Lucio Morais. Crédito: Maquina3 Fotografia/Divulgação

DJ Lucio Morais.
Crédito: Maquina3 Fotografia/Divulgação

Os dez brasileiros mais ricos, segundo a Forbes

Jorge Paulo Lemann é o homem mais rico do Brasil - Foto: Alan Marques/Divulgação

Jorge Paulo Lemann é o homem mais rico do Brasil – Foto: Alan Marques/Divulgação

Jorge Paulo Lemann é o homem mais rico do Brasil em 2015. O levantamento foi divulgado nesta sexta-feira pela Revista Forbes. O patrimônio dos 160 bilionários brasileiros da lista atinge cerca de R$ 806,66 bilhões, o equivalente a 14,66% do PIB brasileiro no último ano. A lista revela que 80 dos 150 bilionários brasileiros do ranking do ano passado tiveram seu patrimônio aumentado ao longo do último ano. Confira a lista dos dez brasileiros mais ricos, segundo a Forbes Brasil:

1 – Jorge Paulo Lemann 83,70 bi

Fortuna: R$ 83,70 bilhões
Idade: 75 anos
Local de nascimento: RJ
Origem do patrimônio: cervejaria e investimentos

2 – Joseph Safra 52,90 bi

Fortuna: R$ 52,90 bilhões
Idade: 76 anos
Local de nascimento: Líbano (naturalizado brasileiro)
Origem do patrimônio: setor bancário

3 – Marcel Herrmann Telles 42,26 bi
Fortuna: R$ 42,26 bilhões
Idade: 65 anos
Local de nascimento: RJ
Origem do patrimônio: cervejaria e investimentos

4 – Carlos Alberto Sicupira 36,93 bi
Fortuna: R$ 36,93 bilhões
Idade: 65 anos
Local de nascimento: RJ
Origem do patrimônio: cervejaria e investimentos

5 – João Roberto Marinho 23,80 bi
Fortuna: R$ 23,80 bilhões (empatado)
Idade: 61 anos
Local de nascimento: RJ
Origem do patrimônio: mídia

6 – José Roberto Marinho 23,80 bi
Fortuna: R$ 23,80 bilhões (empatado)
Idade: 59 anos
Local de nascimento: RJ
Origem do patrimônio: mídia

7 – Roberto Irineu Marinho 23,80 bi
Fortuna: R$ 23,80 bilhões (empatado)
Idade: 67 anos
Local de nascimento: RJ
Origem do patrimônio: mídia

8 – Eduardo Saverin 17,53 bi
Fortuna: R$ 17,53 bilhões
Idade: 33 anos
Local de nascimento: SP
Origem do patrimônio: Facebook

9 – Marcelo Odebrecht & família 13,10 bi
Fortuna: R$ 13,10 bilhões
Idade: 46 anos
Local de nascimento: BA
Origem do patrimônio: construção e petroquímica

10 – Abilio dos Santos Diniz 12,83 bi
Fortuna: R$ 12,83 bilhões
Idade: 78 anos
Local de nascimento: SP
Origem do patrimônio: varejo