O "fim do mundo" de Lula Queiroga


Fotos: Fernanda Guerra/DP/D.A Press

O “fim” do mundo de Lula Queiroga invadiu o UK Pub na noite de quarta-feira. O compositor pernambucano foi atração da boate e apresentou músicas do quarto disco lançado recentemente, Todo dia é o fim do mundo, e de antigos trabalhos.  O público presente no show saiu instigado com a apresentação. Não era para menos. Afinal, a energia do líder da banda, dos músicos e das canções contagiou a todos.

Lula Queiroga e banda apresentaram canções do novo e antigos CDs

O show durou aproximadamente duas horas. Tempo suficiente para a satisfação do público e até para incitar o gosto de quero mais. Em 17 canções escolhidas para compor o setlist, Lula Queiroga só deixou ainda mais evidente o excelente letrista que é.  E o mais especial: ele, com toda intensidade, assumiu a interpretação de suas próprias canções – muitas delas conhecidas na voz de artistas como Lenine, Roberta Sá, Zélia Ducan e Maria Rita.

No repertório, entre músicas novas e velhas, Todo dia é o fim do mundo, Se não for amor eu cegue (love), Morbidance, Atirador e Melhor do que eu sou, Alzira e a Torre e Balada do Cachorro Louco. O show ainda teve canja de Fábio Trummer, vocalista da banda Eddie, que subiu ao palco para cantar trechos de Pode me chamar que eu vou e Buraco de Bala.

A noite também foi espaço para clima de festa. A produtora Danielle Hoover, esposa do cantor, comemorou a nova idade durante o show. Reuniu amigos e familiares. Entre os presentes, Aluísio Maluf, Tadeu Alencar e Vanessa, Carla Arraes, Ângelo Melo, Spok, Fábio Trummer e Daniel Coelho.

Abaixo, confira alguns cliques:

Vanessa e Tadeu Alencar

Fábio Trummer, Aluísio Maluf e Spok

Rebeca e Daniel Coelho

Representantes da Fifa e cidades-sedes da Copa do Mundo também marcaram presença

Author: admin

Share This Post On