O noivo também tem que estar impecável

selo-a-caminho-do-altar

Alexandre Won é um dos nomes mais requisitados do mercado nacional no quesito traje do noivo - Crédito: Alexandre Won/Divulgação

Alexandre Won é um dos nomes mais requisitados do mercado nacional no quesito traje do noivo – Crédito: Alexandre Won/Divulgação

Que a noiva é a grande estrela do casamento, ninguém pode negar. Mas isso também não quer dizer que o noivo não deve estar impecável no grande dia. Escolher um traje adequado e elegante é imprescindível, afinal, ele é um dos protagonistas do evento. Antes de tudo, o mais importante é que o traje tenha um caimento perfeito e que proporcione uma apresentação impecável no altar, sem esquecer, é claro, da parte de trás da roupa, pois o noivo ficará de costas para os convidados na maior parte do tempo.

Traje do noivo, Victor Carvalheira, foi assinado por Alexandre Won - Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Traje do noivo, Victor Carvalheira, foi assinado por Alexandre Won – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Em recente entrevista ao portal Yes Wedding, Alexandre Won, um dos nomes mais requisitados do mercado nacional para roupas de noivo e que assinou todo o traje do produtor de eventos Victor Carvalheira, revelou que o fraque ou meio fraque estão em desuso. Won tem um atelier em São Paulo, onde faz questão de prestar uma consultoria, descobrir qual o estilo do casamento e desenvolver a produção, colocando em prática o método bespoke, na qual suas peças são confeccionadas uma a uma, num trabalho quase artesanal.

Casamento Murilo Gun e Daniela Pimentel - Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Casamento Murilo Gun e Daniela Pimentel – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

A tendência em roupas de noivo que está em evidência, atualmente, é o terno mais ajustado ao corpo, chamado de slim fit. Eles devem optar por um traje de corte e modelagem diferenciada com um tecido de qualidade. Quanto aos tons, o preto é indispensável, mas outras cores sóbrias como grafite, cinza ou azul marinho também são permitidas.

Willker Borges, que atende na loja Dona Santa | Santo Homem, referência no Recife para este tipo de público, destaca um ponto importante: evitar exageros como cores fortes, listras ou xadrez marcantes para que a roupa esteja em equilíbrio com o ambiente e a noiva. E mais. Ele alega que se pode casar de smoking, desde que a igreja, o cerimonial e a noiva estejam em harmonia com este tipo de roupa. Ou seja, deve ser uma belíssima igreja e a festa em local adequado para um casamento de gala. “Acredito também que o noivo pode e deve sempre usar colete e lenço no bolso do paletó, pois assim, jamais será confundido com um convidado”, completou Willker.

O noivo, Fernando Mendonça Filho, ao lado de sua mãe, Margareth – Crédito: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

O noivo, Fernando Mendonça Filho, ao lado de sua mãe, Margareth – Crédito: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

O sim de Fernando Mendonça Filho e Maria Regina Gulde na Igreja Ordem Terceira do Carmo – Crédito: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

O sim de Fernando Mendonça Filho e Maria Regina Gulde na Igreja Ordem Terceira do Carmo – Crédito: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

No quesito gravatas, as estreitas assumem o posto no ranking das mais solicitadas. Os sapatos, por sua vez, pode ser de amarrar ou mocassim, desde que adequado para o momento e meias longas para não mostrar a perna no momento em que for se ajoelhar.  A flor, por sua vez,  é sempre colocada na lapela esquerda do homem. Entre as grifes mais procuradas no Recife para o traje de noivo, segundo Willker Borges, da DSH, são Zegna, Hugo Boss e Ricardo Almeida.

 

Serviço:

Atelier Alexandre Won: (11) 3596-3050
Dona Santa | Santo Homem (Willker Borges): (81) 3465-3630

Leia outros posts deste especial de casamento, clicando aqui

Author: admin

Share This Post On