Rands já está no Recife e conversou com o governador

Patricia e Mauricio Rands - Crédito:  Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Patricia e Mauricio Rands – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

O ex-deputado Maurício Rands já está no Recife. Ele chegou na noite de ontem, vindo da República do Chade, na África, e hoje de manhã já esteve com o governador Eduardo Campos (PSB). O blog apurou que o encontro foi num café da manhã na casa de Eduardo, em Dois Irmãos. Entre os presentes, o secretário dos Transportes, Isaltino Nascimento, que anuncia hoje sua saída do PT para o PSB. Após o café, Eduardo seguiu para Minas Gerais. De lá, vai para o Rio de Janeiro. Na agenda, novas filiações. Rands teria sido localizado na África a pedido de Eduardo, que o convidou para entrar no PSB. Se o ex-deputado petista topar, poderá ser uma opção ao governo do estado no ano que vem.

Eduardo Campos - Crédito: Teresa Maia/DP/D.A Press

Eduardo Campos – Crédito: Teresa Maia/DP/D.A Press

O prazo para filiação vai até sábado, por isso todos estão com pressa. Rands, que deixou o PT e a política em junho do ano passado em um processo traumático, está consultando parentes, como a mulher Patrícia, e o irmão dela, Cláudio Duarte, o empresário para quem trabalha, Roberto Viana, da Petra, entre outras pessoas. Há quem avalie que Rands só deva topar entrar no PSB se for para ser o nome de Eduardo ao governo. “Não faz sentido ele (Rands) retroceder e voltar à proporcional (deputado ou senador). Ele sofreu muito para sair (da política e entregar o mandato) e agora vai voltar para o que era? Não acredito”, disse uma fonte muito próxima a Rands.

Crédito:  Heitor Cunha/DP/D.A Press

Crédito: Heitor Cunha/DP/D.A Press

Ontem à noite Eduardo reuniu alguns políticos em seu gabinete, na sede provisória do governo no Cecon. Começou com um jantar e varou a madrugada. Estavam lá o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), o prefeito de Olinda (Renildo Calheiros), Isaltino Nascimento e Sérgio Leite, que vai trocar o PT pelo PCdoB. De fora, estava o presidente do PSB de São Paulo, Márcio França.

Roberto Viana, no casamento da sua sobrinha, no Recife, com Eduardo Gianetti e o empresário Paulo Dalla Nora - Crédito: Nando Chippetta/DP.DA Press

Roberto Viana, no casamento da sua sobrinha, no Recife, com Eduardo Gianetti e o empresário Paulo Dalla Nora – Crédito: Nando Chippetta/DP.DA Press

Advogado por formação, Maurício Rands tem doutorado em Direito na Universidade de Oxford, na Inglaterra. Está fora de Pernambuco há um ano e quatro meses, desde a confusão do PT no ano passado para escolher o candidato a prefeito. Antes do rompimento com o PT, Rands chegou a ser o nome de Eduardo para concorrer a Prefeitura do Recife, mas Humberto Costa e João Paulo não teriam aceitado. Resultado: o PT tirou  o então prefeito João da Costa (PT) da jogada e Humberto concorreu e perdeu para Geraldo Julio. Lula implorou para Humberto não concorrer, fato que o ex-presidente revelou ao Correio Braziliense, em entrevista exclusiva, no domingo passado.

João da Costa e Maurício Rands - Crédito: Nando Chiappetta e Hélder Tavares / DP / D.A Press

João da Costa e Maurício Rands – Crédito: Nando Chiappetta e Hélder Tavares / DP / D.A Press

Rands teria credenciais para ser o nome de Eduardo ao governo por alguns motivos, a começar pela simpatia de Eduardo por ele que vem de longas datas. O ex-deputado é ainda “primo distante” da primeira-dama Renata Campos. E é um nome político e ao mesmo tempo um quadro técnico reconhecido. É ex-secretário de Governo, na segunda gestão de Eduardo Campos. E foi três vezes deputado federal pelo PT, sempre ficando entre os dez mais bem votados de Pernambuco.

Author: admin

Share This Post On