A farra do Itamaraty

noticia_

O jornal O Estado de São Paulo revela que o Itamaraty empresa em missões no exterior 349 funcionários contratados dentro de um plano para situações de emergência, sem concurso, em funções que poderiam ser exercidas por pessoas residentes no local, com custo bem menor,

Estes funcionários – a maioria contratada por portarias nas décadas de 70 e 90 – têm salários que partem de uma base de US$ 4,5 mil e podem passar de U$ 9 mil; eles recebem verba indenizatória, auxílio-mudança e pagamento de aluguel; exercem fora do Brasil funções como portaria, vigilância e datilografia (um função totalmente fora de moda); e são empregados tanto em locais considerados complicados, como o Congo, como em locações populares e cobiçadas, como a França, onde é relativamente fácil encontrar pessoas que falem português e possam executar as funções requeridas.

A farra custa US$ 26 milhões por ano ao Brasil.

 

Author: admin

Share This Post On