Sem tempo, Eduardo faz reunião no aeroporto de Caruaru

Eduardo Campos na chegada a Caruaru - Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Eduardo Campos na chegada a Caruaru – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

O presidenciável Eduardo Campos (PSB) pegou um voo de São Paulo para Caruaru, na noite de sexta-feira, para prestigiar o São João no Sítio Macambira, do governador João Lyra (PSB). Ao chegar no aeroporto do município, Eduardo era aguardado por algumas das principais lideranças políticas da Frente Popular, a começar pela chapa completa ao governo: Paulo Câmara (PSB), Raul Henry (PMDB) e Fernando Bezerra Coelho (PSB). Também estavam presentes o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e de Caruaru, José Queiroz (PDT), além dos deputados Wolney Queiroz (PDT) e Danilo Cabral (PSB). O procurador Thiago Norões também acompanhava a comitiva.

Entrada da festa do São João Macambira, no sítio de João Lyra - Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Entrada da festa do São João Macambira, no sítio de João Lyra – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Sem muito tempo para estar em Pernambuco por conta da agenda nacional, Eduardo atualizou ali mesmo, na pista de pouso, a conversa com os aliados, longe dos holofotes da imprensa. Em pauta: o desenrolar da campanha de Paulo Câmara; a situação do PDT em Pernambuco, que ainda não definiu se apoia Armando Monteiro (PTB) ou Câmara…

João Lyra e Eduardo Campos na chegada do presidenciável à festa - Crédito: Paulo Sérgio Sales/Divulgação

João Lyra e Eduardo Campos na chegada do presidenciável à festa – Crédito: Paulo Sérgio Sales/Divulgação

Eduardo só foi chegar no evento de João Lyra perto das 23h. O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), que estreava no evento, já havia deixado a festa, por exemplo. Tinha um compromisso político em Gravatá e não podia aguardar. O ex-governador chegou ao Sítio em comitiva que se dividia em duas vans. Desceu com a chapa ao governo completa.

Geraldo Julio, Fernando Bezerra Coelho, João Lyra e Paulo C6amara - Crédito: Paulo Sérgio Sales/Divulgação

Geraldo Julio, Fernando Bezerra Coelho, João Lyra, Paulo Câmara e Raul Henry – Crédito: Paulo Sérgio Sales/Divulgação

Em entrevista coletiva, Eduardo falou que está tudo “ok” na sua relação com João Lyra, após o episódio tumultuado da reintegração de posse no Estelita. “Lamento que a crônica política trate dessa forma superficial que eu vi que algumas pessoas colocaram (que os dois estavam em vias de rompimento). Minha relação com o governador João Lyra é de muito tempo”. E até para tentar dissipar qualquer mal estar, o líder socialista se fez presente naquela festa junina, o que era uma incerteza ao longo da semana. Sobre o cenário local, Eduardo não quis comentar sobre a situação do PDT. Questionado, se esquivou: “(sobre o PDT) Mais fácil vocês (os jornalistas) perguntarem a ele (José Queiroz, presidente estadual do PDT), que está aqui (na festa)”.

Jarbas, João Lyra, Raquel Lyra

Ainda na entrevista, Eduardo foi questionado sobre a campanha em São Paulo, onde o PSB vai apoiar a tentativa de reeleição do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). “Uma coisa é a campanha nacional, e outra é local”, desconversou o presidenciável sobre as alianças políticas. “(Lá em São Paulo) Vamos fazer campanha com todos os companheiros do partido”.

A ministra do TCU, Ana Arraes, e o advogado Antônio Campos, mãe e irmão de Eduardo, respectivamente - Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

A ministra do TCU, Ana Arraes, e o advogado Antônio Campos, mãe e irmão de Eduardo, respectivamente – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

O ex-governador também falou sobre a situação do PSB no Rio, que faz seu congresso estadual hoje e pode aprovar a candidatura ao governo do Rio de Lindbergh Farias (PT), tendo o ex-jogador e deputado Romário (PSB) para o Senado. Disse não ver nenhum constrangimento na aliança carioca PSB-PT, já que tem dito em discurso que “o ciclo do PT acabou”. Para ele, não existem mais palanques e a política deve ser feita por pessoas. “Não estamos fazendo política destruindo o que já existe. Podemos governar o Brasil com os melhores do PT, do PSDB, dos que não tem partido”

Mendonça Filho estreando no bloco socialista ao lado da sogra, Fana, da mulher, Taciana, e da cunhada, Andréa - Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Mendonça Filho estreando no bloco socialista ao lado da sogra, Fana, da mulher, Taciana, e da cunhada, Andréa – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Por fim, Eduardo Campos mostrou confiança de que vai subir nas pesquisas com o desenrolar da campanha. “Todas pesquisas demonstram que nossa caminhada tem sido exitosa. Avançamos no nível de conhecimento. E a nossa rejeição é a menor do Brasil. Estamos tranquilos. Vamos falar o que interessa ao Brasil, que são os problemas do povo. E não sobre coligações e palanques”.

Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Eduardo circulou pela festa no Macambira, que de evento mais restrito foi crescendo nos últimos anos, e, nesta edição, virou uma superprodução. A organização contabiliza 1,2 mil pessoas no local. Apesar do assédio, o presidenciável ainda arrumou tempo para dançar com a mulher, Renata Campos, que se revezava na festa e nos cuidados com o bebê Miguel.

Ana Lúcia e Danilo Cabral - Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Ana Lúcia e Danilo Cabral – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Joõa Lyra montou um arraial ao lado da casa, com palco por onde passaram Novinho da Paraíba, Jucélio Vilela, Israel Filho, Didi de Caruaru. Geraldo Julio e a mulher, Cristina Mello, também aproveitaram para forrozar. O buffet regional assinado por Maria José Recepções teve de bode à galinha guisada, além de mesa de bolos regionais e uma mesa de tapiocas preparadas na hora.

Cristina Mello e Geraldo Julio - Crédito: Nando Chiappetta/ DP DA Press

Cristina Mello e Geraldo Julio – Crédito: Nando Chiappetta/ DP DA Press

Passaram pela festa muitos políticos, secretários de estado e colunáveis, entre eles, Sandra e Janguiê Diniz, Marta e Marcos Freire, Kátia Peixoto e Eduardo Henrique Oliveira, Lizete de Paula, Eustácio Vieira, Sophia Lins e Drayton Nejaim, Marcelo Ventura, Virgínia e André Campos, Ettore Labanca, Vinícius Labanca, João Fernando Coutinho, Guilherme Uchoa, Verônica e Queiroz Filho, Edson Barbosa… Eduardo Campos deixou a festa por volta da 1h30 da manhã. Seguiu direto para sua casa, no Recife. Às 9h de hoje, já seguiu para Maceió e depois Aracaju.

Confira alguns cliques da festa:

João Lyra com as filhas e genros - Crédito:  Paulo Sérgio Sales/Divulgação

João Lyra com as filhas e genros – Crédito: Paulo Sérgio Sales/Divulgação

Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Tadeu e Vanessa Alencar – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Ana Luiza e Paulo Câmara – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Author: Cecília Ramos

Share This Post On