Os detalhes da 15ª Fenearte

Crédito: Gabriella Autran

Crédito: Gabriella Autran/Esp./DP/DA Press.

Maior feira de artesanato da América Latina, a Fenearte vive, neste ano, a sua 15ª edição. De 2 a 12 de julho, o evento tem a expectativa de atrair cerca de 320 mil visitantes ao Centro de Convenções. Com o tema Mamulengo, a arte da Alegria, o evento reúne trabalhos de 5 mil expositores, dos quais 77,1% são pernambucanos.

Há espaço, também, para outros estados e países. Desta vez, quatro países participam pela primeira vez: Armênia, Chipre, Maldivas e Serra Leoa. Todas as informações referentes à feira foram divulgadas em coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira, no auditório do Centro de Artesanato de Pernambuco. Compondo a mesa, entre outros nomes, a primeira-dama Leila Queiroz e o arquiteto Carlos Augusto Lira, que, mais uma vez, assina o projeto do evento.

Crédito: Gabriella Autran/Esp./DP/DA Press.

Carlos Augusto Lira, Patrícia Lessa e Leila Queiroz – Crédito: Gabriella Autran/Esp./DP/DA Press.

“Acredito que é um momento muito importante no desenvolvimento do nosso artesanato”, disse Leila, que lembrou, ainda, o trabalho feito por Renata Campos enquanto era ela quem estava à frente da feira. Quem apresentou todos os detalhes foi Patrícia Lessa, coordenadora da Fenarte.

Além do artesanato, os shows são outros atrativos do evento, que prioriza os artistas locais na programação. Por lá, vai haver, também, telões para exibição dos jogos da Copa do Mundo, que estarão dispostos no Mezanino e na Praça de Alimentação.

Mamulengos são o tema - Crédito: Fenearte/Divulgação

Mamulengos são o tema – Crédito: Fenearte/Divulgação

As oito praças de descanso recriam o universo dos mamulengos. Simão, Quitéria, folguedos, animais, cabo 70 e militares, Chica Fubá e Pisa Milho, cangaceiros e personagens fantásticos são os motes dos lugares. Na programação, ainda, oficinas e 12 desfiles.

Outras novidades desta edição são a exposição Mamulengos – Um povo em forma de bonecos, que tem curadoria e cenografia do pesquisador e ator Fernando Augusto Gonçalves, a mostra intitulada O Alto do Moura na Copa e o espaço Sempre Verde Hidroponia, onde haverá uma horta vertical técnicos irão explicar como funciona o sistema de hidroponia. Espaços tradicionais no evento, a Alameda dos Mestres Janete Costa, a Galeria de Reciclados e o Salão de Arte Popular Ana Holanda continuam expondo obras selecionadas previamente.

Author: Gabriella Autran

Share This Post On