Um problema para Dilma no segundo turno

Paulo Roberto Costa - Crédito: Geraldo Magela

Paulo Roberto Costa – Crédito: Geraldo Magela

O novo estrago na campanha de Dilma corre por conta da revelação de que, na ata da reunião do Conselho da Petrobras de 2 de maio de 2012, consta que Paulo Roberto Costa renunciou ao cargo de Diretor de Abastecimento e ganhou elogios pelos “relevantes serviços prestados”. Nas últimas semanas, Dilma tem repetido: “Quem demitiu o Paulo Roberto fui eu”. Assinam a ata, entre outros, Jorge Gerdau, Miriam Belchior, Guido Mantega e Graça Foster. Com o afastamento a pedido, Paulo Roberto garantiu gorda aposentadoria (último salário integral), paga pelo Petrus, por 34 anos de serviços na estatal, dos quais oito na Diretoria de Abastecimento.

 

Author: João Alberto

Share This Post On