Roberto Amaral está fora da nova direção do PSB

Roberto Amaral e Eduardo Campos/PSB/Divulgação

Roberto Amaral e Eduardo Campos/PSB/Divulgação

 

Roberto Amaral encerra sua carreira no PSB, depois de tentar um golpe para continuar na presidência, marcando a eleição para o meio da campanha do 1º turno. Hoje será praticamente afastado do partido, com a eleição, em Brasília, da nova direção do partido, que passará a ser presidido pelo pernambucano Carlos Siqueira, tendo Paulo Câmara como vice e Geraldo Julio como secretário-geral, cargo que o novo presidente ocupa atualmente.

Roberto Amaral não aceitou a decisão do partido de apoiar Aécio Neves, que foi tomada por 28 dos 34 deputados federais eleitos pelo partido e de 21 membros da executiva nacional, contra cinco que defenderam a neutralidade. Lulista de carteirinha, ele fez o que tentou seu partido fizesse: apoiar Dilma Rousseff. Fica numa situação complicadíssima dentro do PSB.

Author: João Alberto

Share This Post On