Nova técnica de Carlos Pragana em exposição na Florense

A exposição "Colagem Impressa", do artista plástico Carlos Pragana. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

A exposição “Colagem Impressa”, do artista plástico Carlos Pragana.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

A abertura da vernissage “Colagem Impressa”, do artista plástico Carlos Pragana, foi celebrada, nesta noite, na Florense Recife. Beth e Sandro Curra, gestor da Florense, convidaram Pragana para apresentar, pela primeira vez, obras exclusivas de sua oitava exposição individual. A mostra leva o mesmo nome da técnica batizada pelo artista, que comemora 16 anos dedicados às artes plásticas, em 2015.

Sandro Curra e Pragana. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Sandro Curra e Pragana.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Nomes de destaque da arquitetura e decoração local compareceram ao evento, como Romero Duarte, Turíbio Santos e Carla Guerra. O coquetel ficou por conta do chef Leandro Ricardo. A mostra faz parte do projeto “Art at Florense”, que já recebeu, na loja, diversas exposições de nomes importantes da cena artística pernambucana, como Badida, Anna Guerra e Derlon Almeida.

Romero Duarte e Carla Guerra. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Romero Duarte e Carla Guerra.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Beth Curra. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Beth Curra.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

André Queiroz e Eduarda Curra. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

André Queiroz e Eduarda Curra.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

O criador da mostra afirmou que sua técnica se baseia em “colagens digitalizadas em papéis e impressas em alta resolução”. Esses recortes e montagens, retirados de revistas e outros impressos, ganham molduras coloridas em madeira e acabamento em vidro, além da assinatura do artista, aplicada em alto relevo.

Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

De acordo com Pragana, os universos recriados com a colagem impressa são semelhantes aos que ele produz, há alguns anos, com a pintura abstrata sobre tela. Ele, ainda, completa: “trabalho como um poeta que expressa seus sentimentos em desenhos. Assim como a poesia, a minha arte é um estado de espírito que gera sensações diferentes. Alcançar este patamar é a minha utopia como artista”.

Para quem se interessar pela produção de arte contemporânea, pode conferir a exposição, a partir de hoje até o dia 26 de junho. A mostra está aberta ao público, na Florense, no bairro de Boa Viagem, com entrada franca. Confira alguns cliques de quem passou por lá:

Paula Brennand Guerra e Luisa Dias. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Paula Brennand Guerra e Luisa Dias.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Eduarda Moscoso e Lilian Avellar. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Eduarda Moscoso e Lilian Avellar.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Clara Rodrigues e Tina Barreto. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Clara Rodrigues e Tina Barreto.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Author: Tatiana Callado

Share This Post On