Henrique pizzolato vai para o Presídio da Papuda

Henrique Pizollato/Reprodução do facebook

Henrique Pizzolato/Reprodução do facebook

A Itália não usou o caso do guerrilheiro Cesare Battisti, condenado por homicídios, para manter lá Henrique Pizzolato, condenado no mensalão e foragido do Brasil. Ou seja: o Judiciário italiano manda de volta o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil e o episódio não abrigou qualquer interferência política (como no caso de Battisti). Ele cumprirá, provavelmente na Papuda, sua pena de 12 anos e sete meses, sem direito a quaisquer recursos ou outros instrumentos jurídicos. Há dúvidas, contudo, em relação à delação premiada. Mais: sua volta ressuscitará o escândalo do mensalão.

Na Papuda, Henrique Pizzolato ficará na mesma ala onde estão Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, sócios de Marcos Valério na agência DNA, que recebia repasses do ex-diretor de marketing do BB. Numa jogada de R$ 73,8 milhões (Visanet), Pizzolato levou R$ 336 mil de propina. Mais: ele engordou mais de 12 quilos na Itália. Contava, quando em liberdade, que não resistia a uma pizza.

Author: João Alberto

Share This Post On