Os recalls que pouca gente conhece

Quando você pensa na palavra recall, qual a primeira coisa que vem na sua cabeça? Se pensou em carro, é o mesmo o que a maioria dos consumidores imagina quando escuta chamadas do tipo na televisão, internet ou outros veículos de comunicação. Mas não são só eles que são alvos das campanhas de “chamamento”. Utensílios e objetos que nem sequer imaginamos também têm problemas de fabricação detectados pelos fornecedores. Brinquedos e até produtos de higiene pessoal entram nesta relação. “Já recebemos recall de chupetas e até de absorventes femininos”, contou ao Blog Flávio Sotero, gerente de fiscalização do Procon-PE.

Foto ilustrativa. Crédito: Banco de imagem DP / D.A Press

Foto ilustrativa. Crédito: Banco de imagem DP / D.A Press

Até aí tudo bem. O detalhe é que, ao contrário dos veículos – que são bens duráveis – dificilmente o consumidor vai se atentar para o recall de produtos perecíveis. A consequência é ter a sua saúde colocada em risco. “Os fornecedores, tão logo tenham ciência do vício que possa gerar um acidente de consumo, devem imediatamente comunicar ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, aos Procons e aos órgãos normativo ou regulador competente”. Estes defeitos, esclarece Flávio, surgem na fase de produção, mas não puderam ser detectados previamente.

Arqueiro X. Crédito: Reprodução internet

Arqueiro X. Crédito: Reprodução internet

Dois casos chamaram a atenção do gerente do Procon. Um deles foi o brinquedo de arco e flecha Arqueiro X, cujo recall foi anunciado no final do ano passado. A empresa constatou uma alteração na potência da Mira Laser que, quando apontada na altura dos olhos, poderia causar lesão. Outro caso foi a da chupeta Lilo Funny, um lote fabricado em 2012, cujo plástico, após a fervura, poderia soltar do suporte e causar o engasgamento da criança.

Crédito: Reprodução internet

Crédito: Reprodução internet

Flávio esclarece que, apesar do recall, o fornecedor não afasta a sua responsabilidade de eventual dano causado ao consumidor por um produto com defeito. Quanto aos clientes, além de ficar atentos às chamadas na grande mídia, também podem checar a lista de recalls feita no país através do site do Ministério da Justiça. Atualmente, existem mais de 840 recalls abertos.

Os 10 recalls mais frequentes:

1 – Automóveis – 527
2-Motocicletas – 93
3- Medicamentos – 24
4- Caminhões – 19
5- Acessórios Automotivos – 18
6- Brinquedos – 18
7- Produtos e equipamentos para saúde – 11
8- Alimentos – 10
9- Peças e componentes de informática 9
10- Pneus – 9
Fonte: Ministério da Justiça / Abril de 2015

Outros recalls:
16- Cosméticos
19- Cadeiras infantis para automóveis
23- carrinhos de bebês
27- cadeiras infantis

Autor:: Tatiana Sotero

Compartilhe este post sobre