O PMDB e o Fundo Partidário

Michel Temer/Divulgação

Michel Temer/Divulgação

 

A disposição de Michel Temer de reduzir parte da dinheirama que cabe ao PMDB do Fundo Partidário lembra a viúva Porcina, “aquela que foi ser nunca ter sido”. A decisão não seria dele: exigiria aprovação da Comissão Executiva Nacional. Os diretores regionais que ficarão com 60% pressionam pela liberação geral. O partido é o único que tem definido em estatuto a distribuição do dinheiro: 60% para estados, 20% para a Fundação Ulysses Guimarães, 15% para a Diretoria Nacional e 5% para o PMDB Mulher.

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre