As desculpas de Dunga

Dunga  - Crédito: Gustavo Moreno/CB/D.A Press

Dunga – Crédito: Gustavo Moreno/CB/D.A Press

Depois da infeliz declaração considerando-se um afro descendente, o técnico Dunga coleciona uma série de absurdos na Copa América, como escalar mal e substituir ainda pior. Na decisão dos pênaltis contra o Paraguai, não se sabe se ele treinou cobrança de pênaltis, tal a péssima atuação de dois jogadores. Exatamente os que tinha entrado como substituto, que poderiam não estar no clima da decisão.

Crédito: Gustavo Moreno/CB/D.A Press

Crédito: Gustavo Moreno/CB/D.A Press

Como não podia justificar a desclassificação com a atuação do juiz, que foi perfeito, resolveu falar de uma virose, sem falar do péssimo desempenho do time. Seguindo, aliás, a mesma linha de Felipão na Copa do Mundo. E ao desembarcar no Brasil, disse outra pérola, para fugir da má atuação da seleção, afirmando que a Copa América não era um competição muito importante. Bobagem pura. Mostrou que a seleção brasileira, com a derrota ficou fora da Copa das Confederação, em 2017, na Rússia e mostrou que nossa seleção definitivamente não está em boas mãos.

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre