Destinos exóticos e em conta para se fazer intercâmbio

Os intercâmbios são cada vez mais procurados por jovens e até mesmo por adultos. É uma forma interessante de adquirir fluência em outros idiomas e ainda conhecer novos lugares. Pedro Arcuri, diretor da Walk Abroad, deu algumas dicas de lugares que fogem dos tradicionais destinos procurados pelos brasileiros e que possuem a vantagem de ter menor custo, fazendo com que o intercâmbio se torne mais econômico. segundo Pedro, outra vantagem de escolher um destino menos procurado pelos brasileiros é a possibilidade de aproveitar melhor o idioma que foi aprender, já que a pessoa vai falar menos português. Confira quatro destinos para fazer o intercâmbio:

Gozo- Malta Créditos: Divulgação

Gozo- Malta
Créditos: Divulgação

1- Gozo – Malta

Gozo é uma das ilhas mais famosas do arquipélago e está a 30 minutos de ferry boat de Malta. Mais verde e menos urbanizada, a ilha desperta a curiosidade por ter uma formação rochosa chamada Blue Window ou Azure Window, uma paisagem digna de ser fundo de tela do Windows. Trata-se de uma pedra furada de 100 metros de altura, localizada em Dwejra Bay, que lembra uma janela com vista para o Mediterrâneo. É um destino para quem gosta de praia, trilhas e do contato primitivo com a natureza. Vale ressaltar que Gozo já foi cenário de filmes famosos como Gladiador e O Conde de Montecristo.

 

Havai Créditos: DIvulgação

Havai
Créditos: DIvulgação

2- Havaí – EUA

Pode-se dizer que o Hawaii seja o destino mais exótico dos Estados Unidos, por contar com geografia e cultura únicas que não se encontram em nenhum outro lugar da terra. Cada ilha do Havaí tem a sua própria identidade cultural e oferece ao visitante uma experiência diferente, seja se encantar com a beleza natural exuberante de Kaua’i, aprender a surfar na praia de Waikiki em O’ahu ou fazer uma caminhada até uma cascata isolada na Big Island.  O Havaí também abriga o Parque Nacional dos Vulcões do Havaí, um Patrimônio Mundial. Além de ser conhecida mundialmente pelo surf, esportes radicais como mergulho com tubarões, camping, tirolesa, excursões de pesca, trilhas são muito procurados.

Cidade do Cabo Créditos: Divulgação

Cidade do Cabo
Créditos: Divulgação

3- Cidade do Cabo – África do Sul

Aos pés da Table Mountain (um platô de 1086 metros de altura que tem a forma de uma mesa), a Cidade do Cabo (Capetown) esparrama-se preguiçosamente e com graça rumo ao mar. Para quem gosta de safáris é a pedida certa. Carrega o título de capital legislativa do país, mas talvez fosse mais justo o de capital da qualidade de vida. Recheada de belas trilhas, parques e praias badaladas (como Clifton e Camps Bay), é um eterno convite à vida outdoor. Na questão de empregos, se destacam editoras, design, designers de moda, companhias de navegação, empresas petroquímicas, arquitetos e agências publicitárias.

Victória Créditos: Divulgação

Victória
Créditos: Divulgação

4-Victoria – Canadá

Cercada pelas árvores mais altas e por algumas das mais inspiradoras paisagens do Canadá, Victoria é um paraíso para os amantes da natureza. A cidade mais antiga do Oeste canadense é a capital da Colúmbia Britânica, que recebeu este nome em homenagem a rainha Victória, mostrando que é um poço de história. Situada na ilha Vancouver, está localizada a 25,7 km da cidade de Vancouver, ou a cerca de uma hora de ferry-boat. Este que é um dos principais destinos turísticos do Canadá. Para quem gosta de badalação não irá faltar, por lá se destacam vários clubes noturnos, teatros, restaurantes e bares. Os pontos turísticos costumam ter bastante área verde e os campeonatos esportivos são inúmeros ao longo do ano.

Autor:: Taís Machado

Compartilhe este post sobre