Lula processa a Veja por reparação de danos morais

O ex-presidente Lula entrou, ontem, com uma ação judicial por reparação de danos morais contra os responsáveis pela matéria de capa da revista Veja desta semana. Na edição de número 2436, que entrou em circulação no último dia 25, duas reportagens mencionam o ex-presidente informando que ele sabia do esquema de propinas investigado pela operação “Lava Jato”.

Lula - Crédito: Teresa Maia/DP/D. A PrESS

Lula – Crédito: Teresa Maia/DP/D. A PrESS

As matérias indicam também que o publicitário Marcos Valério, conhecido pela sua participação no escândalo do mensalão, protegia Lula ao intermediar as transações financeiras ilegais. São réus no processo os jornalistas Robson Bonin, Adriano Ceolin e Daniel Pereira, que assinam as reportagens, além do diretor de redação Eurípedes Alcântara.

Capa da revista Veja de 25 de julho. Crédito: Reprodução

Capa da revista Veja de 25 de julho.
Crédito: Reprodução

Por meio de nota, o Instituto Lula classificou as reportagens como repugnantes e acusou a Veja de publicar constantemente informações inverídicas. Confira na íntegra a nota divulgada pelo Instituto Lula sobre o assunto:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou nesta quarta-feira (29) com ação judicial por reparação de danos morais contra os responsáveis pela matéria de capa da revista VEJA desta semana.

São alvos da ação Robson Bonin, Adriano Ceolin e Daniel Pereira, que assinam as reportagens de capa da edição 2.436, que chegou às bancas em 25 de julho passado, além do diretor de redação Eurípedes Alcântara.

“O texto é repugnante, pela forma como foi escrito e pela absoluta ausência de elementos que possam lhe dar suporte”, destacam os advogados de Lula na ação. A peça reafirma também que, de acordo com jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, “a liberdade de comunicação e de imprensa pressupõe a necessidade de o jornalista e/ou o veículo pautar-se pela verdade”.

A reportagem repete práticas comuns a VEJA: mente, faz acusações infundadas e sem provas, apresenta ilações como se fossem fatos, atribui falas e atos, não tem fontes e busca atacar, de todas as formas, a honra e a imagem do ex-presidente Lula.

Autor:: Beatriz Pires

Compartilhe este post sobre