A rica gastronomia chilena em Santiago

A culinária fusion está na moda em Santiago, especialmente a que mistura qualquer coisa com a cozinha peruana. O número de restaurantes de nível internacional só aumenta, mas ainda nos bairros altos de Las Condes e Vitacura.. Para não correr riscos, paladares mais exigentes devem optar pelo clássico: pescados e frutos do mar, a verdadeira especialidade da maioria das casas. O ponto forte costuma ser a carta de vinhos, com preços muito bons. O ponto fraco é o serviço, normalmente apressado, desatencioso. É praxe deixar uma gorjeta de 10%. É costume local almoçar tarde (depois das 13h30), mesma regra para o jantar (sexta e sábado, por exemplo, depois das 22h30). Aliás, não se esqueça de fazer reservas nos meios restaurantes. E também pedir de entyrada uma das irresistíveis empanadas. E também algum prato com Congrio, um peixe que só existe no Chile e que é muito delicioso.

Mercado Central

Mercado Central

Peixes, frutos do mar, legumes, frutas, verduras, artesanato e restaurantes – o Mercado Central de Santiago tem tudo isso! O local é muito visitado pelos turistas, principalmente porque comer a centolla, o famoso caranguejo gigante, é um programa bastante tradicional nesse lugar. O preço nos restaurantes não é dos melhores e o ambiente não agrada a todos, mas esse é um ponto turístico clássico de Santiago, principalmente se a ideia é comer peixes e frutos do mar. Prepare-se no entanto para suportar vendedores insistentes que tentam atrair visitantes para um dos muitos restaurantes.

Centola

Centola

Garçon servindo a centola

Garçon servindo a centola

 

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre