Eu Acho é Pouco lança pesquisa sobre origens do bloco

O Grêmio Lítero Recreativo Cultural Misto Carnavalesco Eu Acho é Pouco lança, hoje, a pesquisa “Eu Acho é Pouco – Como o Carnaval se vestiu de vermelho e amarelo”. A ideia é disponibilizar, no site do bloco, o relatório de uma pesquisa aprovada no Funcultura sobre a história da agremiação e da própria folia.

Baile de 2015 do Eu Acho é Pouco. Crédito: Reprodução Facebook

Baile de 2015 do Eu Acho é Pouco.
Crédito: Reprodução Facebook

Na pesquisa, a trajetória do bloco é narrada em capítulos que costuram depoimentos dos fundadores e dos integrantes atuais com documentos, imagens, materiais gráficos, fotos antigas, letras de músicas e matérias de jornais. O pano de fundo – a História do Brasil e de Pernambuco e como a folia se articula com os fatos – é contextualizado por meio de dois ensaios do pesquisador e historiador Lucas Silva. Ao todo, foram entrevistadas cerca de 25 pessoas, entre fundadores e os jovens – filhos, sobrinhos, netos – que assumiram o bloco a partir de 2011.

Author: Beatriz Pires

Share This Post On