O vinho chileno mais vendido no Brasil

avinho30

Cassillero Del Diablo é o vinho chileno mais vendido no Brasil, pode ser encontrado em toda parte aqui no Recife, inclusive nos melhores restaurantes. Conhecer a velha cave onde ele fica é uma das principais atrações do tour pela vinícola Concha y Toro, uma das mais famosas do Chile, pertinho de Santiago e programa obrigatório para todo turista. Com as portas fechadas, quando a escuridão é completa, uma animação projetada nas paredes de tijolos conta os detalhes da lenda. Com direito a narração em português, para agradar os muitos grupos brazucas que baixam por lá. Depois do filme, a guia explica que a cave que teria o próprio diabo como morador não guarda o vinho que leva o seu nome. Por ser o único local da vinha em que umidade e temperatura não precisam ser controladas artificialmente, a cave guarda o mais prestigioso vinho da Concha y Toro: o Don Melchor, que envelhece por ali nas garrafas e barricas de carvalho, incomodado apenas pelos ruidosos turistas.

avinho21,jpg

O capetinha mal encarado que olha sério para quem pega a garrafa está longe de provocar sustos ou antipatias. Basta ver no rótulo o semblante ornado pelos chifrinhos para saber que o vinho é o chileno Casillero del Diablo, uma espécie de fenômeno capaz de agradar a quase todos os paladares. Para muitos, é uma bebida especial, reservada às celebrações. Para outros, é um vinho regular e honesto, para o dia a dia. Para (praticamente) todos, um vinho apreciável, em maior ou menor medida. Donna foi conhecer a lenda que deu origem a este vinho e descobrir um pouco mais sobre um dos rótulos mais bebidos no mundo e no Brasil.

avinho31

Tudo começou em 1883, data de fundação da vinícola, na região do Vale do Rio Maipo, nas cercanias de Santiago, a capital chilena. Antevendo a vocação para a vitivinicultura do país, o político e empresário Don Melchor Santiago de Concha y Toro importou da região de Bordeaux, na França, algumas cepas para plantar e vinificar em sua propriedade. Em pouco tempo colheu uvas de boa qualidade, que lhe rendiam vinhos interessantes. Homem visionário, investiu na produção da bebida e em pouco tempo já vendia para todo o Chile. Mas Don Melchor também era bom bebedor. Guardava, então, para si, os melhores exemplares de cada safra. E é aí que começa a lenda do diabinho.

avinho20

Para guardar esses vinhos especiais, o empresário mandou construir uma cave subterrânea, um casillero, algo como se fosse um arquivo especial, em castelhano. Ali, em condições ideiais de temperatura e umidade, ele escondia as bebidas que selecionara para o seu deleite. Logo os empregados da propriedade souberam que ali estavam os melhores dos melhores e, como ninguém é de ferro, garrafas começaram a desaparecer. Furioso com os sucessivos sumiços, Don Melchor espalhou, ardilosamente, um boato de que o próprio diabo vivia dentro daquele casillero, assombrando o lugar. Em princípio, ninguém levou muita fé na história, mas os ruídos próprios de um local subterrâneo e ermo ajudaram a dar veracidade ao relato. Bastou que um ou dois empregados vissem sombras e ouvissem barulhos no local para que o rumor se espalhasse. Em pouco tempo, ninguém mais se atrevia a tirar um só vinho daquela cave, que ficou conhecida como Casillero del Diablo.

avinho914

Aula sobre vinhos

Aula sobre o casilero del Diabo

 

 

Author: João Alberto

Share This Post On