O medo da delação premiada de João Vaccari Neto

João Vaccari Neto/Ag. Brasil

João Vaccari Neto/Ag. Brasil

 

Preso em Curitiba, o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, atravessa uma fase depressiva e muito preocupado com seus familiares (sua cunhada chegou a ser presa e depois, foi libertada). Segundo o ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, o PT recebeu até R$ 300 milhões do esquema entre 2003, inicio do primeiro governo de Lula até 2013, com Dilma no Planalto. Nas conversas do Instituto Lula, comenta-se que o estado emocional de Vaccari poderá levá-lo a delação premiada.

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre