Uma noite de grandes emoções no Classic Hall

Texto de Júlia Schiaffarino

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Na primeira noite da temporada deste ano do rei Roberto Carlos em Recife, foram os súditos que abriram o show. Assim que as cortinas deram espaço para a orquestra tocando Emoções apenas no instrumental, a plateia, que lotou o Classic Hall na noite da sexta-feira (23), deu voz a uma das músicas mais conhecidas do cantor. Pouco depois, foi a vez de Roberto Carlos, vestido de branco, cor característica de suas apresentações, vir ao palco e cantou “Como é grande o meu amor por você”.

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Um ano e oito meses após a última passagem por Pernambuco, ele retornou à capital do estado para um show que misturou poesia cantada e discursada. Foram muitos, também, os momentos nos quais o rei lembrou de histórias da infância e juventude. Uma delas, contada logo no início, era sobre o carinho que guarda por Recife. “Recife tem uma grande importância na minha vida. Foi para cá que eu fiz minha primeira grande viagem, quando saí de avião da minha cidade para cá”.

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Outra ocasião em que as memórias do cantor se fizeram presentes foi quando ele lembrou como surgiu a letra da música “Eu te proponho”. “Naquela época não se podia falar certas coisas nem fazer certas coisas. E não se podia falar de sexo”, falou Roberto Carlos, comentando que a música, que em um dos trechos fala “eu te proponho te dar meu corpo”, foi uma forma delicada encontrada para abordar o tema.

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Foram duas horas de uma apresentação iniciada pontualmente às 22h30. As emoções com o rei Roberto Carlos se repetem neste sábado (24). O prefeito do Recife, Geraldo Julio, e o governador, Paulo Câmara, são aguardados para acompanhar o show. As filas para entrar no Classic Hall começaram cedo, assim que é aconselhável chegar com o tempo. A entrada do público, porém, transcorreu de maneira tranquila. Já saída, uma pequena dificuldade ficou para os que foram de carro. Na avenida em frente ao Classic Hall os taxistas chegaram a ocupar três faixas, deixando o tráfego lento.

Fãs e suas homenagens ao Rei Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

Fãs e suas homenagens ao Rei
Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

O Rei se apresentou para a casa cheia Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

O Rei se apresentou para a casa cheia
Créditos: João VIctor Alves/Divulgação

 

Author: Taís Machado

Share This Post On