Crise nos hotéis pernambucanos

Da Coluna João Alberto

É crítico o quadro da hotelaria pernambucana. A crise econômica abalou o turismo de negócios, especialmente pelo fator Suape, o turismo de eventos sofre concorrência séria com os centros de convenções de Fortaleza e João Pessoa, modernizados. O turismo de lazer fica restrito a Porto de Galinhas, que se beneficia da vinda de turistas internacionais. Com os custos aumentados, especialmente pelas contas da energia elétrica, muitos hotéis estão neste ano com faturamento que é metade do conseguido em 2014. Até o segmento de flats está em crise, com a falta de procura e a diminuição no valor do aluguel.

Crédito: Juliana Leitão/DP

Foto meramente ilustrativa. Crédito: Juliana Leitão/DP

Autor:: Tatiana Sotero

Compartilhe este post sobre