Maurício Rands defende vida longa ao jornal impresso

Os jornais impressos não terão fim. Ao contrário: ainda desempenharão um papel muito importante nos próximos anos para para o desenvolvimento do país. Foi esta a ideia que o presidente institucional do Diario de Pernambuco, Maurício Rands, defendeu em palestra no Rotary Recife, na tarde de ontem. Segundo ele, os jornais não serão substituídos pela internet, mas terão a sua missão complementada através dos portais e redes sociais.

Maurício Rands. Crédito: João Velozo / DP

Maurício Rands. Crédito: João Velozo / DP

Tem algumas funções que cabem ao impresso e que não são facilmente substituídas. Por exemplo, o poder de organizar e hierarquizar as notícias”, destacou. E isso é importante porque a Internet joga a todo tempo uma quantidade grande de informações para seus leitores. “Quem se informa apenas on-line, corre o risco de ficar na superficialidade. É aí que entra o impresso: para fazer uma curadoria das notícias mais relevantes do dia e aprofundá-las, analisá-las”, disse.

Maurício Rands falou sobre o futuro do Diario nos próximos 190 anos. Crédito: João Velozo / DP

Maurício Rands falou sobre o futuro do Diario nos próximos 190 anos. Crédito: João Velozo / DP

Em tempos onde a disseminação de notícias falsas é facilmente viralizada através das redes sociais, a força de uma marca forte é fundamental para o leitor. “No último feriado, circulou no WhatsApp foto de um desmoronamento de terra na Serra das Russas. Mas na verdade, a imagem tinha sido feita há seis anos”, lembrou. É aí que entra, segundo Maurício, a força de uma empresa. “Se a notícia tivesse vindo através de uma marca como o Diario, o leitor sabe que pode confiar, especialmente o DP que tem reserva de credibilidade na sociedade e é patrimônio do nosso estado”, afirmou.

Eurico Barros Correia Filho, Maurício Rands e Carlos Alberto Teixeira Júnior no Rotary Recife. Crédito: João Velozo / DP

Eurico Barros Correia Filho, Maurício Rands e Carlos Alberto Teixeira Júnior no Rotary Recife. Crédito: João Velozo / DP

À frente do jornal mais antigo em circulação da América Latina desde setembro, Maurício demonstrou o seu entusiasmo com o crescimento não só do impresso, mas com toda a “agência” de conteúdo que está por trás do Diario de Pernambuco, como seus portais, redes sociais e blogs. “A nossa proposta é estar sempre a serviço do desenvolvimento da nossa cidade, estado e país, respeitando a pluralidade de opiniões e o contraditório”, concluiu.

Autor:: Tatiana Sotero

Compartilhe este post sobre