Enquanto Isso na Sala da Justiça levou os heróis para o Centro de Convenções

selo carnaval governo

Por Julia Schiaffarino

Seguida a tradição de outros carnavais, heróis e heroínas tomaram conta do Enquanto Isso na Sala da Justiça, uma das prévias mais divertidas do calendário pré-folia de Momo e que este ano completou 21 anos. Os portões foram abertos quase 23h e sobrou criatividade nas fantasias que desfilaram cor durante a noite. Os Jedis estiveram soltos, mostrando o lado divertido da Força. Houve, porém, quem preferisse outros personagens mais modestos do filme Star Wars como um grupo de amigos que decidiu ir fantasiado de motorista das naves de Guerra nas Estrelas. Foram muitas, também, as Fridas Kahlo, Alices no País da Maravilha e príncipes e os Thors.

Eudes, Paulo e Magno foram de pilotos de Star Wars - Crédito: Julia Schiaffarino

Eudes, Paulo e Magno foram de pilotos de Star Wars – Crédito: Julia Schiaffarino

Seu Jorge foi a atração principal do baile este ano. No show, alternou músicas conhecidas com outras menos comuns ao ouvido do grande público. A canção que abriu noite foi Carolina. Seguiram-se A doida, Tive Razão e Mina do Condomínio. Em uma das ocasiões ele surpreendeu ao colocar o seu ritmo e cantar Coração Bobo de Alceu Valença. Eram quase 3h da manhã quando ele subiu ao palco e apresentação durou cerca de duas horas, mas foram poucos os momentos de real interação com a plateia.

Seu Jorge Crédito: Lara Valença/Divulgação

Seu Jorge
Crédito: Lara Valença/Divulgação

Antes a agitação ficou por conta do grupo Academia da Berlinda, que fez o público dançar com muita cumbia. O grupo, porém, repetiu a fórmula de outras apresentações e foram tocadas músicas como Cumbia da Praia e Fui Humilhado. Foram quase duas horas de show. Também se apresentaram Coco da Xambá do Grupo Bombar e Samba Lead. O carro do Som da Rural esteve no Centro de Convenções tonando-se um espaço para encontro e descanso entre um show e outro.

Academia da Berlinda - Crédito: Lara Valença/Divulgação

Academia da Berlinda – Crédito: Lara Valença/Divulgação

Crédito: Lara Valença/Divulgação

Crédito: Lara Valença/Divulgação

Diferentemente de outros anos, o Enquanto Isso na Sala da Justiça ficou longe de lotar o pavilhão do Centro de Convenções que ficou cheio, apenas, até a metade. Muitas pessoas, também, começaram a deixar o local ainda durante a apresentação de Seu Jorge, que foi terminar só por volta das 5h.

Seu Jorge - Crédito: Lara Valença/Divulgação

Seu Jorge – Crédito: Lara Valença/Divulgação

Edjalma Freitas, Luiza Guedes e Charles Theony Crédito: Alonso Laporte/Verbo/Divulgação

Edjalma Freitas, Luiza Guedes e Charles Theony
Crédito: Alonso Laporte/Verbo/Divulgação

Crédito: Lara Valença/Divulgação

Crédito: Lara Valença/Divulgação

Crédito: Lara Valença/Divulgação

Crédito: Lara Valença/Divulgação

Dudu de Olinda e Jorginho Ayres Crédito: Alonso Laporte/Verbo/Divulgação

Dudu de Olinda e Jorginho Ayres
Crédito: Alonso Laporte/Verbo/Divulgação

Edinho Moraes, Eliana Marques e Dj Bahiano - Crédito: Alonso Laporte/Verbo/Divulgação

Edinho Moraes, Eliana Marques e Dj Bahiano – Crédito: Alonso Laporte/Verbo/Divulgação

Eliane Marques, fundadora do bloco, e Seu Jorge - Crédito: Lara Valença/Divulgação

Eliane Marques, fundadora do bloco, e Seu Jorge – Crédito: Lara Valença/Divulgação

Veja aqui mais notícias de carnaval

Compartilhe este post sobre