Andrea Bocelli e o cinema

Andrea Bocelli/Divulgação

Andrea Bocelli/Divulgação

A majestosa voz de Andrea Bocelli, que vem fazer shows em São Paulo no mês de outubro, em parceria com fantásticos novos arranjos e tecnologias de estado da arte de gravação, traz nova vida a algumas das maiores obras-primas musicais para cinema de compositores que marcaram a história dos filmes e da música no século passado, de Leonard Bernstein ao lendário Ennio Morricone. “Com o álbum ‘Cinema’ realizo um desejo que nutria por décadas. Nunca fiz segredo do meu sonho de realizar um projeto com músicas associadas a trilhas de filmes. Creio ser um tesouro artístico excepcional”, analisa Bocelli. O cinema sempre o fascinou, porque as partituras escritas para filmes são muito livres e potencialmente criativas. “É um vasto universo onde o compositor pode andar como quiser, seja qual for sua inspiração, onde se pode experimentar sem ter que submeter às normas da música clássica.”
Lançado mundialmente pela Sugar Music/Universal Music Group e Verve Music Group nos EUA, o álbum marca a primeira gravação de Bocelli em estúdio em dois anos. O trabalho apresenta uma coleção de canções de filmes gravados na cultura e corações de várias gerações, incluindo músicas-tema épicos como “Doutor Jivago”, “Love Story”, “O Poderoso Chefão”, “A vida é bela”, “Gladiador”, “Bonequinha de luxo”, além de canções populares de musicais de teatro imortalizadas por suas versões de filme, tais como “West Side Story” e “Evita”.

Author: João Alberto

Share This Post On