Os muitos encantos da cidade mais animada do planeta: Las Vegas

Crédito: Tim Shields BC/Divulgação

Crédito: Tim Shields BC/Divulgação

Las Vegas (Via Copa Airlines)  – Como vou sempre a Las Vegas, estava acostumado a ouvir muita gente falando português.  Agora, quase não encontrei brasileiros nas ruas, resultado, claro, da crise. Predominam agora os norte-americanos e os japoneses. Como sempre Las Vegas é uma festa, uma cidade que parece não dormir, está movimentada nas 24 horas do dia, nos cassinos, nas ruas, nos restaurantes.

High Roller Las Vegas - Crédito: Steve's Stills/Divulgação

High Roller Las Vegas – Crédito: Steve’s Stills/Divulgação

* A grande novidade é a High Roller, a roda-gigante mais alta do mundo, com 165 metros de altura, com 28 gôndolas com ar condicionado e podendo levar cada uma 40 pessoas. Tem sempre filas, mesmo com preços caros: R$ 57 de dia e R$ 80 à noite, quando a visão de toda a cidade, a mais iluminada do planeta, é simplesmente espetacular. São 30 minutos de uma experiência única.

Crédito: Ken Lund/Divulgação

Crédito: Ken Lund/Divulgação

* Em Downtown temos agora a SlotZilla, uma tirolesa, que passa por cima da famosa Fremont Street, num percurso de 500 metros a 20 metros de altura. Existem duas opções para ir, sentado ou deitado. Dependendo do horário, custa entre R$ 80 e R$ 120.

Linq em Las Vegas - Crédito: expedia.com.br

Linq em Las Vegas – Crédito: expedia.com.br

* Não param de ser construídos novos hotéis na cidade, que já tem 200 mil leitos. Os mais novos são hotéis-boutique, extremamente charmosos, o The Linq e o The Cromwell. Mas o Wynn, Bellagio, Aria e Cosmopolitan, Venezia e Paris não perdem a pose.

Texas do Brasil - Crédito: Divulgação/lasvegasfoodadventures.wordpress.com

Texas do Brasil – Crédito: Divulgação/lasvegasfoodadventures.wordpress.com

* Os chefs mais famosos do mundo têm seus restaurantes na cidade. Que tem, aliás, 1,4 mil restaurantes e 80 buffets, cada um melhor do que o outro. Para quem quer matar a saudade do Brasil, as churrascarias Texas do Brasil e Fogo de Chão.

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre