Raimundos relembra os 20 anos no Recife

Foto: Fernanda Guerra/DP

Foto: Fernanda Guerra/DP

Por Fernanda Guerra

Raimundos tem um público fiel e não é de hoje. Mesmo com a troca de vocalistas de Rodolfo por Digão, os fãs seguem os passos do grupo há 20 anos. O vigor da banda de rock na turnê comemorativa das duas décadas de formação é uma das explicações para a longevidade. Os músicos de Brasília – os dois remanescentes da composição original: vocalista e guitarrista Digão e o baixista Canisso; o guitarrista Marquim e o baterista Caio  –  apresentaram o show nessa quarta-feira no Recife. O local não chegou a lotar, mas o Catamaran atraiu um bom público em plena véspera de feriado chuvosa.

A banda subiu ao palco por volta das 2h20 na festa Jack N’Roll. O repertório foi democrático. Escolhido pelos fãs através de votação no site oficial da banda, as 20 faixas foram predominadas por canções antigas. Entre elas, A mais pedida, 20 e poucos anos, Me lambe e Mulher de fases. A banda também incluiu várias faixas do CD Lavou tá novo, como Eu quero ver o oco e I saw you saying.  O grupo apresentou o tema de abertura da novela Malhação, Vitória pra comemorar.

Com cerca de duas horas de duração de show, a tradicional roda de pogo foi aberta da primeira à última música. Mesmo antes do grupo de Brasília subir ao palco, o rock n’roll tomava conta do lugar com o show da banda Dona Cislene. O público aguentou firme até o show de Zero Bronca, que encerrou a programação já no amanhecer com releituras de sucessos do rock.

Devido à chuva, a maior parte do público se concentrou na área coberta do local. Desde sua estreia na capital pernambucana, em setembro de 2011, ainda no formato Jack Daniel’s Rock Festival, a festa promovida pelo selo Jack Daniel’s sofreu alterações no formato. Para quem acompanhou todas as edições, é possível perceber que o protagonismo das atrações musicais vem sendo reforçado ao longo dos últimos cinco anos. Na primeira festa, Mamelungos e Papaninfa comandaram os shows principais.

No ano seguinte, Papaninfa retornou à escalação, acompanhada por Ray Bans, The River Raid e Má Companhia. Foi em 2015, na Coudelaria Souza Leão, que o evento assumiu seu formato recente, com ares de festival – entre as atrações da ocasião, Johnny Hooker e Capital Inicial. Nesta quarta (20), Raimundos assumiu a festa no Catamaran. Se nos primeiros anos, o público aderia aos encontros do selo pelo esquema open bar do whisky, agora os shows passam a ser o chamariz do evento.

Autor:: Tatiana Sotero

Compartilhe este post sobre