Nordeste ganhou destaque no primeiro desfile do SPFW

selo_topo
A repórter viajou a convite do SPFW
Nossa cobertura tem apoio da Bouteeque

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE


São Paulo:
A temporada do São Paulo Fashion Week começou a todo vapor e com destaque para o Nordeste. Lendas e narrativas populares do sertão nordestino associadas às xilogravuras do artista pernambucano Gilvan Samico foram as principais inspirações da coleção assinada por Lilly Sarti, que deu o start à 41 edição do evento na Bienal. Na passarela, a modelo francesa Josephine Letutor abriu o desfile, intitulado Sertão Líquido, com destaque para peças em seda com mood totalmente fluido, incluindo tricô e couro.

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Os acessórios chamaram atenção: seguem a onda do colar choker, mas desta vez, sobreposto com um lenço amarrado ao pescoço. As franjas continuam em alta, aparecendo em bolsas a tiracolo em tons terrosos. Já a cartela de cores do desfile explora muito os tons off white, preto e brown sugar.

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Em meio a discussões globais sobre velocidade, universalidade e imediatismo das informações, resultado direto das novas mídias e tecnologias, o SPFW é a primeira semana de moda do mundo a anunciar o alinhamento de seu calendário com a chegada dos lançamentos ao varejo a partir de 2017. Por este motivo a escolha por identificar a edição pelo número, SPFW N41, deixando fora de cena o uso de “verão” ou “inverno”.

Author: Thayse Boldrini

Share This Post On