Zorra e os deputados que votaram citando Deus

zorradeus

Mantendo-se firme no propósito de rir da situação política do país, o “Zorra” foi ao ar neste sábado com um quadro sobre a votação ocorrida no domingo  17 na Câmara dos Deputados, que decidiu pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma.

Intitulado “Câmara dos Deuses”, o esquete comentou o fato de inúmeros deputados, vários deles acusados de envolvimento em crimes, terem anunciado seus votos em nome de Deus. “Não tenho bancada, eles não me representam”, reclamou Deus. “Eu não tenho nada a ver com isso”, insistiu.

“Esse deputado aqui, que tem sete processos de peculato, formação de quadrilha, fraude, disse que votou pelo senhor”. “Eu não, juro que não foi”, responde Deus. “E esse aqui, que responde por falsificação de documentos, desvio de verba pública e ocultação de patrimônio, votou pelo senhor!” “Em mim, nada. Em vão”, suspirou.

Houve referências também ao deputado “da sobrancelha depilada”, que votou em nome de Deus, e “aquele da Interpol”, que não citou o nome Dele em vão. Por fim, diante da ideia de conversar com o “chefe” dos deputados na Câmara, Deus foi desaconselhado: “O chefe deles acha que é o senhor”. (Com informações de Mauricio Stycer)

 

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre