Sertão nordestino ganhou destaque no primeiro dia do Rio Moda Rio

selo_rio-moda-rio

A repórter viajou a convite do Rio Moda Rio

Rio de Janeiro: O Píer Mauá se transformou para a primeira edição do Rio Moda Rio e até sexta-feira respira moda aos quatro cantos,  com uma programação intensa que inclui desfiles, pocket show, palestras, talk shows e exposições. Logo na entrada, vários carreteis de linha em tamanho giga dão as boas vindas ao público, formado por jornalistas dos principais jornais e sites do país, famosos, fashionistas, digitais influencers e os admiradores do mundo fashion.

Quando falamos em admiradores queremos traduzir o fato que o Rio Moda Rio – leia-se semana de moda, pela primeira vez, colocou à venda convites para acesso ao evento – por R$65 (inteira) ou R$32,50 (meia) qualquer pessoa pode circular por todas as áreas, assistir bate-papos, fazer um lanche no polo gastrô, com exceção às salas de desfile. E tem mais. Quem passa pela Praça Mauá ainda pode assistir às modelos na passarela em tempo real através de um telão instalado bem no centro do espaço. O objetivo é único: democratizar a moda.

As duas salas de desfile, batizadas de Sala Firjan e Sala Rio, por sua vez, são enormes e com cadeiras enfileiradas e enumeradas de A a C. A primeira é sempre destinada aos formadores de opinião de renome nacional, como Glória Khalil, Glória Maria e Lillian Pacce, além de celebridades que atuam nas mais diversas áreas, seja teatro, cinema ou música.  Somente no primeiro dia passaram nomes como Luana Piovani, Ana Furtado, Vanessa Loes, Sheron Menezes, Vera Fisher, Nathalia Dill e Vanessa da Matta.

Patricia Vieira

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

A estilista foi a responsável por dar start à temporada de moda carioca com um desfile cheio de geometria. As peças ganharam mosaicos, inspirados na arte do Paulo Werneck. Os comprimentos foram do longo ao midi,  os decotes em V ou canoa, e nos pés, sandálias com amarrações em tons de amarelo, vermelho e preto ganharam destaque. A beleza explorava uma sobrancelha totalmente marcada, mais alongada em sintonia com um batom vermelho bem forte. Uma curiosidade é que uma das jaquetas teve sua arte finalizada pela artista plástica Kláucia Badaró no backstage, minutos antes do desfile começar.

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Martu 

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

A estilista Marta Macedo criou um glamour relax para a coleção da Martu. Segundo ela, a inspiração é baseada numa mulher contemporânea e moderna, que não aceita regras para se vestir e possui uma personalidade forte. Tanto que tudo isso foi traduzido na confecção das roupas. Plumas, franjas, tie-dye, bordados, brilhos e texturas apareceram em vestidos longos e curtos, a maioria em tons flúor misturados com o preto. As sandálias de amarrações, mais uma vez, roubaram a cena, já a maquiagem dessa vez contou com um ar mais natural.

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Lino Villaventura

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Com um desfile totalmente diferente do recém-apresentado no São Paulo Fashion Week, quando ele montou um verdadeiro estúdio fotográfico em plena passarela, Lino Villaventura mostrou todo seu poder em fazer um belo desfile com peças conceituais, desde a criação até a pose que as modelos cruzavam a passarela. Falando em fugir do tradicional, essa é uma das premissas que o estilista Carlos Tufvesson mais defende nesta primeira edição do Rio Moda Rio: desfiles com performances e atitude que a moda carioca sabe fazer muito bem.

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

Guto Carvalhoneto 

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

O estilista baiano, sem dúvidas, fechou com chave de ouro o primeiro dia de desfiles no Píer Mauá. Era algo de se aplaudir de pé e tecer elogios. O sertão nordestino serviu de inspiração, com performance dividida em duas partes: uma com looks brancos e clássicos e outra com peças em tons de preto e modelagens moderninhas, além claro, do tradicional black & white. O estilista explora tecidos e construções, que resultam em camisas superamplas e calças de alfaiataria com  proporções assimétricas.

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

Crédito: Agência Fotosite/Divulgação

Autor:: Thayse Boldrini

Compartilhe este post sobre