Brasileiros fazem menos cirurgias plásticas por causa da crise‏

Foto ilustrativa - Crédito: Divulgação/saudicas.com.br

Foto ilustrativa – Crédito: Divulgação/saudicas.com.br

De acordo com dados divulgados pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, o Brasil, que antes era o primeiro país a aparecer na lista das pessoas que mais faziam cirurgias plásticas, perdeu seu posto para EUA e Japão – o motivo tem sido a crise que afeta o país desde meados de 2014. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica estima que o movimento dos consultórios procurando procedimentos caiu 20% no último ano e os procedimentos procurados pela maioria dos brasileiros são reparos no rosto. Por isso, em cirurgias de rosto, o Brasil continua sendo o campeão, com pouco mais de 500 mil procedimentos. No ano passado foram feitos cerca de 1,7 milhão de procedimentos estéticos e alguns deles foram os campeões de procura: Mamoplastia de aumento (aumento dos seios), Lipoaspiração, Rinoplastia (cirurgia de nariz), Blefaroplastia (cirurgia de pálpebras) e Abdominoplastia (cirurgia de abdômen).

Author: Thayse Boldrini

Share This Post On