Príncipe brasileiro d. Carlos Tasso de Saxe-Coburgo e Bragança pode vir ao Recife

Por Tércio Amaral/Especial para o Blog João Alberto

O príncipe brasileiro d. Carlos Tasso de Saxe-Coburgo e Bragança poderá vir ao Recife no próximo ano para participar das comemorações do Bicentenário da Revolução de 1817, cuja programação vem sendo organizada pelo governo do estado e o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP).

Crédito: Reprodução da internet

Crédito: Reprodução da internet

D. Carlos Tasso é sócio do IHGP e é autor de livros importantes sobre a história da família imperial brasileira, como o imprescindível “A intriga”, publicado pela Editora Senac e que narra os bastidores dos casamentos das filhas do imperador d. Pedro II, as princesas Isabel (1846-1921) e Leopoldina (1847-1871), esta última sua bisavó.
“Gostaríamos muito em estar presentes, pois eu gosto muito dos pernambucanos e da gloriosa história de Pernambuco”, disse d. Carlos à coluna. O príncipe é casado com a arquiduquesa e princesa da Toscana Walburga de Áustria-Toscana. Os dois, que atualmente vivem na Áustria, tiveram oito filhos, todos com cidadania brasileira.

D. Carlos Tasso é o chefe do Ramo de Saxe-Coburgo da família imperial brasileira. Essa é a parte da família imperial que tem o parentesco mais próximo a rainha Elisabeth II, do Reino Unido, o que faz do príncipe primo da rainha dos britânicos. O príncipe brasleiro também mantém o título de barão de Bordonha e Valnigra, na Itália, país onde também administra o Castelo de Villalta, herança de seu pai.

D. Carlos Tasso ainda foi cafeicultor no estado do Paraná e diretor de importantes indústrias no Brasil e no exterior. O príncipe é primo do atual chefe da família imperial do Brasil, d. Pedro Carlos de Orléans e Bragança, que vive no Palácio do Grão-Pará, em Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Salvar

Author: Thayse Boldrini

Share This Post On