Acervo de FHC será informatizado pela lei Rounet.

Fernando Henrique Cardoso  - Crédito: Edson Gês/CB/D.A Press

Fernando Henrique Cardoso – Crédito: Edson Gês/CB/D.A Press

O Ministério da Cultura autorizou, via Lei Rouanet, a Fundação iFHC, a captar R$ 6,2 milhões para a continuidade à preservação e informatização do acervo de FHC e iniciar tratamento similar para arquivos de Joaquim Inácio B. Cardoso e Leônidas Cardoso, avô e pai do titular. E começar preservação dos arquivos dos ex-ministros Sérgio Motta, Paulo Renato, doados à fundação. Maiores doadores até agora: os bancos Safra e Itaú.

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre