Michel Temer fica em hotel pago pelo governo Dilma Rousseff

Hotel Plaza Atheé/Divulgação

Hotel Plaza Athenée/Divulgação

A Folha de São Paulo revela que em sua segunda viagem internacional o presidente Michel Temer (PMDB) não precisará desembolsar recursos para bancar sua estadia na cidade de Nova York. Ficará hospedado no luxuoso hotel Plaza Athenee, onde a conta já está quitada pelo governo brasileiro. Em abril deste ano, a então presidente Dilma Rousseff reservou uma suíte no hotel, mas, de última hora, decidiu ficar na casa do embaixador do Brasil na ONU (Organização das Nações Unidas), Antônio Patriota, após ter sido convidada por ele.

A desistência da petista custou ao Brasil  US$ 60 mil (R$ 190 mil). Como o governo brasileiro nõa pediu restituição do valor, Temer irá usar o crédito deixado pela sua antecessora no hotel nos Estados Unidos. Quando descobriu que havia um crédito na acomodação de luxo, Temer decidiu usá-lo para não gastar mais recursos. O presidente chegou ontem a Nova York. Inicialmente, ele seria acompanhado pela mulher, Marcela Temer, que preparava uma agenda independente. Mas ela desistiu da viagem.

Oficialmente, o Palácio do Planalto informou que ela preferiu permanecer no Brasil para dar continuidade à preparação do programa Criança Feliz. Marcela será a embaixadora da iniciativa que tem por objetivo atender a crianças de até três anos cujas famílias fazem parte do Bolsa Família. Amanhã, o presidente fará o discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU. Ele deverá tratar do cenário econômico mundial, do programa de concessões lançado por ele nesta semana, de mudanças climáticas e da reforma das Nações Unidas. Desde 1949, o Brasil é o primeiro país a se pronunciar.

 

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre