Suspensa a venda de ingressos para o jogo Brasil e Bolívia na Arena das Dunas

Arena das Dunas/Divulgação

Arena das Dunas/Divulgação

O plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte determinou a suspensão – a partir de hoje da venda de ingressos para jogo entre Brasil e Bolívia, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. A decisão ocorreu após ação do Ministério Público Estadual pedindo que a venda fosse suspensa.

A promotoria de Defesa do Consumidor do MP-RN entrou no sábado (24) com Ação Civil Pública alegando que milhares de pagamentos efetuados pela Internet por torcedores foram recusados sem haver justificativa. A ação tinha como alvos a entidade que comanda a seleção brasileira, Guichê Web e PagSeguro, empresa contratada para venda pela Internet por meio de cartão de crédito.

O PagSeguro, empresa do Grupo UOL, explicou, em nota, os bloqueios. O sistema de segurança, segundo a empresa, identifica robôs digitais que realizam repetidas compras a serviço de cambistas. Quando ocorrem inúmeras compras de um mesmo usuário, o bloqueio é automático. A empresa também esclarece que alguns dos bloqueios são feitos diretamente pelas credenciadoras dos cartões de crédito e bancos emissores, e outros pelo PagSeguro por não atenderem às normas da política de segurança disponíveis no site. As medidas têm o objetivo de melhorar a segurança na venda e dificultar a ação de cambistas. Veja a nota completa abaixo.

À reportagem, a CBF disse que está em contato com as empresas, apurando as circunstâncias do ocorrido e deve se posicionar a partir desta segunda.

A decisão da Justiça ainda determina que as partes encaminhem a relação dos torcedores com pagamentos não aceitos em 48 horas e revisem os processos de comercialização e a apresentação de justificativas individualizadas para recusar o pagamento. Caso a venda não seja suspensa, foram fixadas duas multas, uma de R$ 500 mil e outra de R$ 100 mil para cada dia que passe sem que as solicitações sejam atendidas.

A Promotoria do Consumidor orienta os consumidores que tiveram a compra de ingresso cancelada ou recusada a encaminhar cópia da mensagem de recusa da compra. O endereço de recebimento do Ministério Público é consumidor.natal@gmail.com.

Author: João Alberto

Share This Post On