Maraca Sunset celebrou os 20 anos de Natiruts no litoral sul

Em Maracaípe, a tarde e a noite de sábado foi de reggae. Mesmo com o apagão que teve em Ipojuca, o Maraca Sunset funcionou normalmente reunindo todas as tribos. Com ingressos esgotados, Natiruts celebrou 20 anos de carreira e ainda lançou na noite, Natiruts Reggae Brasil, novo DVD do grupo. Quem abriu a festa foi a banda pernambucana Amaré, com repertório recheado de sucessos do surf music. 

Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Natiruts veio em seguida com show da nova turnê. O grupo fez todo mundo cantar grandes sucessos como “Me Namora”, “Natiruts Reggae Power,” “Quero ser feliz também” e “Andei Só”. Abraçado com a bandeira de Pernambuco, convidou o público a fazer uma viagem pela história do reggae brasileiro e relembrou  clássicos do ritmo como “Nayambing Blues” (Sine Calmon), “Me Namora” (Edu Ribeiro), “Perdido de Amor” (Edson Gomes), “Desenho de Deus” (Armandinho) e “Com Certeza” (Planta & Raiz). No bis, a banda tocou  “Liberdade pra dentro da cabeça”, além de  “Vamos Fugir”, de Gilberto Gil, e “Sorri, sou rei”, que foram cantadas em coro. 

Banda Amaré. Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Banda Amaré. Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Após o super show de Natiruts, Felguk animou o público com muita musica eletrônica. Os DJs ferveram as areias de Maracaípe e encerraram esta edição do Maraca Sunset no maior alto astral.

Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Os produtores. Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Os produtores. Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Crédito: Máquina 3 / Divulgação

Autor:: Tatiana Sotero

Compartilhe este post sobre