Modelo recifense, Fernanda Oliveira, desfila para 16 marcas no São Paulo Fashion Week

SELO SPFW 2017
A repórter viajou a convite do SPFW | Cobertura tem apoio da Vert Rouge Sophistiqué

Fernanda Oliveira é destaque nas passarelas do SPFW - Crédito: Thayse Boldrini/DP

Fernanda Oliveira é destaque nas passarelas do SPFW – Crédito: Thayse Boldrini/DP

A modelo queridinha desta temporada do São Paulo Fashion Week é recifense, tem 19 anos, chama-se Fernanda Oliveira e está bombando. Foi selecionada para desfilar para 16 marcas, entre elas, Juliana Jabour, Osklen, Maison Alexandrine, Tig, Apartamento 03, entre tantas outras. Após concluir a escola obrigatória na Suiça, ela voltou ao Recife e começou a carreira aos 16 anos em uma agência de modelos na capital pernambucana, mas segundo ela, não foi pra frente. Isso não foi motivo para desistir. Voltou para a Suíça, fechou contrato com uma agência de Milão e logo depois foi contratada para a sua primeira SPFW.

Fernanda protagonizou a última campanha da Yves Saint Laurent. Nas imagens, ela veste uma meia-calça arrastão e posa sentada de pernas abertas, mas todas as fotografias acabaram banidas na França pela Autoridade de Regulação Profissional da Publicidade (ARPP), por sugerir uma ideia de submissão sexual da mulher. “Recebi links de várias matérias de jornais, meus amigos comentavam, mas sinceramente, não tinha nada de vulgar pra mim. Foi tudo superprofissional. O jeito como uma pessoa interpreta algo por ser vulgar é diferente para cada pessoa, cultura e país”, contou a jovem.

Crédito: Divulgação/Campanha Yves Saint Laurent

Crédito: Divulgação/Campanha Yves Saint Laurent

Logo após a maratona fashion do São Paulo Fashion Week, que encerra nesta sexta-feira, Fernanda Oliveira embarca para Los Angeles, para clicar a nova campanha da Saint Laurent, que ao contrário da outra, deve ir às ruas em breve. Revelou que não sabe por quanto tempo vai ficar fora do país e longe dos familiares, mas enxerga o prestígio como uma guinada em sua carreira. “Não vejo meu pai desde o Natal”, contou. Confira o bate-papo exclusivo:

Como surgiu a carreira de modelo?

Eu comecei numa agência de Recife, mas nada aconteceu, até que o Leo Gomes – meu agente – apareceu na minha vida, como um anjo. Eu morava na Suíça, voltei para Recife, e meu pai decidiu me levar a uma agência pequena. Depois, voltei para a Suíça e fechei com uma agência de Milão.

Como você reagiu a polêmica da campanha da Yves Saint Laurent?

Não achei nem um pouco polêmica, nem vulgar, acho que toda pessoa tem sua definição de vulgar. Eu tava lá, vivendo tudo que aconteceu. Não teve nenhuma falta de respeito, foi tudo superprofissional. Pra mim, o empoderamento da mulher vem do fato dela poder se vestir e agir do jeito que ela quer. 

Fernanda Oliveira na passarela da Pat Bo - Crédito: Agência Fotosite

Fernanda Oliveira na passarela da Pat Bo – Crédito: Agência Fotosite

Como surgiu o primeiro trabalho na carreira internacional?

Foi no momento que eu comecei a trabalhar na Agência do Leo Gomes e fui para Paris, no início de janeiro.

Como está a maratona no São Paulo Fashion Week?

Nesta temporada eu desfilo para 16 marcas, incluindo Osklen, Apartamento 03, Animale, Vitorino Campos, Ellus, Pat Bo, Memo, Ellus Second Floor, Tig, Juliana Jabour, Lab, entre tantas outras.

A recifense desfilando para a Juliana Jabour - Crédito: Thayse Boldrini/DP

A recifense desfilando para a Juliana Jabour – Crédito: Thayse Boldrini/DP

Quais são teus objetivos para o futuro?

Eu tinha objetivos que nem era tão altos assim. Carreira de modelo você não tem certeza se pode ou vai conseguir decolar. Então, eu não crio expectativas.

Você vai fotografar uma nova campanha para a Saint Laurent?

Eu tô superfeliz. Viajo segunda-feira para Los Angeles, fotografo e não faço a mínima ideia de quanto tempo vou ficar lá.

Crédito: Thayse Boldrini/DP

Crédito: Thayse Boldrini/DP

 

Author: Thayse Boldrini

Share This Post On