Boas novas para o turismo brasileiro

Felipe Carreras - Crédito: Hesiodo Goes/Seturel-PE.

Felipe Carreras – Crédito: Hesiodo Goes/Seturel-PE.

O secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, participou, em Brasília, do evento Brasil + Turismo, um anúncio de um pacote de medidas para fortalecer o setor no Brasil. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, contribuir para melhorar destinos nacionais, proporcionar o desenvolvimento regional e gerar emprego e renda. Após a eleição para presidência do Fórum Nacional de Turismo (Fornatur), esse foi o primeiro evento de Carreras como presidente do fórum.

O conjunto de medidas anunciadas pelo MTur reúne sugestões de integrantes da cadeia produtiva do turismo nacional e de entidades internacionais, como a Organização Mundial do Turismo (braço da ONU para o setor) e o Conselho Mundial de Turismo e Viagem (WTTC). Em seu discurso, Felipe Carreras destacou a relevância do pacote de ações para o turismo do Brasil. “Este pacote de ações será muito importante para o crescimento do setor, mas precisamos de uma política estratégica de desenvolvimento do turismo e que, de fato, o presidente patrocine a indústria turística revendo o corte no orçamento”, ressaltou.

Entre os avanços alcançados que atingem diretamente os pernambucanos estão os incentivos para a aviação regional, o que é um avanço para os aeroportos de Serra Talhada , Caruaru e outros do interior e do estado e de todo país. Além disso, está para ser confirmada a informação de que o governo ficará autorizado a contratar diretamente a Infraero para operar e executar serviços em pequenos aeroportos do interior, o que hoje é impedido por lei.

Outras novidades também foram anunciadas como o fim do limite ao capital estrangeiro nas companhias aéreas, que subirá de 20% para 100%. Para completar, será implantado o ‘visto eletrônico’ para facilitar a entrada de visitantes estrangeiros ao país provenientes de quatro países — Estados Unidos, Canadá, Japão, Austrália — que têm alto gasto médio no Brasil e com baixo risco migratório. 

Dentre as ações do pacote, está a abertura de todo capital das empresas aéreas brasileiras ao investimento internacional. “Com a abertura para o capital estrangeiro, nosso objetivo é aumentar a competitividade entre as empresas e, consequentemente, reduzindo preços e oferecendo mais rotas e mais destinos. E essa iniciativa conta com apoio da população. Um estudo recente do MTur mostrou que 73% dos brasileiros é a favor de ter mais empresas aéreas operando no território nacional”, revelou o ministro do Turismo.

O Brasil + Turismo é também uma resposta do governo ao apelo da população brasileira sobre o melhor aproveitamento de nosso potencial turístico. Pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo, perguntou a 2002 brasileiros – entre 17 e 23 de março – qual a avaliação sobre o turismo no país. A amostra é representativa da população brasileira. Como resultado, 86% dos entrevistados disseram que os principais benefícios do Turismo são impulsionar a economia e gerar empregos e negócios, e mais de 80% indicam que o país tem potencial para explorar o turismo como uma alavanca para a economia. Porém, 60% dos brasileiros avaliam que aproveitamos pouco esse patrimônio.

Author: João Alberto

Share This Post On