Luiza Possi fala sobre sua relação com Recife, artistas pernambucanos e conta detalhes do Show dos Famosos

Crédito: Marco Brambilla/Divulgação

Luiza Possi faz show neste domingo em homenagem ao Dia das Mães no Plaza Shopping, dividindo o palco com Nena Queiroga – Crédito: Marco Brambilla/Divulgação

Luiza Possi tem uma forte relação com o Recife. A cantora, de 32 anos, acumula vários amigos na cidade e já se tornou figura cativa no Carnaval, com direito a apresentação emocionante no palco do Marco Zero e no Quanta Ladeira. Neste fim de semana, ela estará de volta ao Recife para se apresentar ao lado da amiga Nena Queiroga para um show em homenagem ao Dia das Mães, no Plaza Shopping.

Luiza Possi interpretou George Michael no Domingão do Faustão

Luiza Possi interpretou George Michael no Domingão do Faustão – Crédito: Carol Caminha/Gshow

Além de estar rodando o país com seu show, Luiza também está no quadro Show dos Famosos, no Domingão do Faustão, onde famosos interpretam outros artistas. A cantora, em sua primeira aparição, homenageou George Michael, que faleceu no final de 2016. Ao telefone, Luiza conversou com a equipe do Blog João Alberto sobre seu amor pela capital pernambucana, seus novos projetos e artistas que admira. Confira:

O show com Nena será em homenagem às mães. Como é sua relação com Zizi Possi, já que as duas são artistas e têm uma agenda disputada?
A gente não se encontra com a frequência que gostaria, mas somos muito próximas. Eu fui criada na da minha mãe, pela minha avó, mas ela sempre acompanhou meu crescimento. Minha mãe é minha grande heroína. Ela fala que tem planos de vir morar comigo, mas eu não sei se isso vai acontecer mesmo?

Qual o artista que você gostaria de fazer um dueto?
Não sei. Eu gosto de coisas inusitadas, sem serem pensadas. Mas Djavan é um artista que eu admiro muito.

 Você parece ter uma relação muito forte com Recife. Como surgiu isso?
Sim, eu me identifico muito principalmente com as pessoas de Recife. São pessoas muito criteriosas, amorosas, muito dedicadas umas às outras. São muito loucas! E também muito sérias. Quando se propõem a fazer alguma coisa, fazem com vontade. Na primeira vez que estive no Recife, conheci a família Queiroga, depois comecei a fazer mais shows, ter mais público, fui ao Carnaval…

Crédito: Marco Brambilla/Divulgação

Crédito: Marco Brambilla/Divulgação

Como é a sua relação com Nena Queiroga?
Eu adoro a Nena. Ela é minha “irmã mais nova”! Porque ela é mais doidinha que eu.

O que vocês estão preparando para o show neste domingo?
O show é de Nena e eu vou fazer uma participação. Nós já tínhamos cantado juntas no Carnaval, mas esse show será repleto de músicas bem emotivas,  com referências de Roberto Carlos, Tom Jobim e canções da bossa nova.

Quais os artistas pernambucanos que você admira?
Nossa, são tantos. Admiro demais Alceu Valença, Elba Ramalho, Lula Queiroga. Tenho muitos amigos daí. Gosto muito de China, Tibério Azul, Ylana Queiroga, Ayrton Montarroyos, Nação Zumbi… Muita gente.

Na semana passada você participou do Show dos Famosos no Faustão homenageando George Michael. Como está sendo essa experiência?
A experiência está sendo uma loucura. Cada participante vai fazer cinco personagens e depois encaramos a final. Foi muito bom viver o George Michael, mas ao mesmo tempo, muito difícil. Eram 10 horas de maquiagem, quatro dias por semana, com direito a muita cola, peruca, tudo.

Você está rodando o país com seu show. Quais os projetos atuais e futuros?
Vou continuar me dedicando ao Show dos Famosos e fazendo shows pelo país. Depois, eu vou começar a pensar em um novo DVD. Será um trabalho novo, mas ainda não tenho ideia de como será. A previsão é para lançar ainda este ano.

Salvar

Compartilhe este post sobre