Latam passa a ter serviço de venda de lanches nos voos e cobrança pelo despacho de bagagem

Nesta terça-feira, a Latam apresentou mudanças em seus voos nacionais. Entre elas, estão o sistema de venda de lanches nos voos domésticos, o Mercado Latam, e a cobrança pelo despacho de bagagem, nas tarifas mais baratas que não oferecerão o serviço. As mudanças foram anunciadas em novembro, exceto a cobrança pela bagagem, que foi aprovada pela Anac posteriormente.

Crédito: Reprodução / melhoresdestinos.com.br

Crédito: Reprodução / melhoresdestinos.com.br

Nas próximas três semanas, o serviço de vendas de lanches será implantado nos voos nacionais. A companhia aérea oferecerá apenas água de graça nos voos. O Mercado Latam terá várias opções de lanches, sobremesas e bebidas para serem comprados pelos passageiros durante o voo. Ao todo, serão 52 opções disponíveis no cardápio, incluindo opções vegetarianas, veganas, kosher, para celíacos ou passageiros com intolerância a lactose.

De acordo com a Latam, o Brasil é o quinto país do grupo a implantar o serviço, que já é oferecido em voos domésticos na Colômbia, Peru, Chile e Argentina. A empresa ressaltou que foram incluídos produtos tipicamente brasileiros, como brigadeiros e bolo de banana. A previsão é que o cardápio seja renovado a cada dois anos.
Já em relação às bagagens, a companhia detalhou que agora terá quatro perfis de tarifa: Promo, Light, Plus e Top. As passagens Promo e Light terão o menor preço, mas terão cobrança para despachar uma mala de 21 kg para compras pela internet.

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

A primeira mala custará R$ 30 caso o passageiro compre junto com a passagem. Para comprar depois pelo site, call center, lojas Latam, aplicativo ou durante o web check-in, o preço sobe para R$ 50. Quem deixar para comprar no balcão do check-in, totem ou lojas do aeroporto terá que desembolsar R$ 80 para despachar a primeira mala. As tarifas Plus e Top continuarão a ter o serviço incluído.

Autor:: Júlia Molinari

Compartilhe este post sobre