“Quando a gente ajuda uma criança, a gente não deixa de ser um anjo pra ela”, diz Cris Lemos sobre a linha de joias La Vie

Cris Lemos - Crédito: Ricardo Fernandes / DP

Cris Lemos – Crédito: Ricardo Fernandes / DP

Nessa quinta-feira, o Le Chef Bistro recebeu o lançamento da linha La Vie, de Cris Lemos, que está à frente da Cis Joias. A coleção é uma parceria com Myrna Targino, presidente da Associação Beneficente Criança Cidadã, ABCC, Ana Silvia Moutinho, diretora da FOCA, e Jacyra Salsa, idealizadora do Instituto Anjo. A ideia do projeto Anjos é reverter parte da renda das vendas de cinco pingentes para o Instituto, que vai ser um espaço de reabilitação para crianças com microcefalia, em Olinda.

Jacyra Salsa, Cris Lemos, Ana Silvia Moutinho e Myrna Targino - Crédito: Ricardo Fernandes / DP

Jacyra Salsa, Cris Lemos, Ana Silvia Moutinho e Myrna Targino – Crédito: Ricardo Fernandes / DP

“No início vamos atender poucas crianças, mas queremos ir crescendo aos poucos”, conta Jacyra. A Faculdade São Miguel vai fornecer os profissionais da área de saúde – nutricionista, fisioterapeuta, assistente social, psicólogo. “É uma parceria de várias pessoas, faculdade FOCA, prefeitura de Olinda… Vamos juntar um monte de gente pra fazer acontecer”, conclui.

Os pingentes - Crédito: Ricardo Fernandes / DP

Os pingentes – Crédito: Ricardo Fernandes / DP

Cris Lemos portando suas peças - Crédito: Ricardo Fernandes / DP

Cris Lemos portando suas peças – Crédito: Ricardo Fernandes / DP

Cris Lemos criou cinco pingentes, sendo três em ouro e madrepérola, e dois em prata. Todos são inspirados em anjos. “Eu adorei a ideia de ser um anjo porque quando ajudamos uma criança, a gente não deixa de ser um anjo para ela. Isso é mútuo. Fora isso, o pingente é sempre uma peça que sai muito bem quando a gente consegue remeter algum sentimento”, explica a designer. Durante quatro meses, parte da renda da venda das peças será revertida para o projeto.

Author: Júlia Molinari

Share This Post On