Quatro apoios frustrados a Fernando Haddad

Fernando Haddad/Divulgação

Na sua tentativa de reduzir a diferença para Jair Bolsonaro, Fernando Haddad apostava em quadro apoios importantes. O ex-ministro Joaquim Brabosa, responsável pelo Mensalão do PT, que não se comprometeu, da CNBB, que afirmou que a instituição não terá presidentes. Depois, foi Fernando Henrique Cardoso, a quem começou a elogia e com quem teve recente encontro. O ex-presidente foi rápido: embarcou para a Europa, de ontem só volta na véspera do 2º turno. Já Ciro Gomes, que recebeu duras críticas do PT e criticou fortemente Haddah no 1º turno, aceitou apenas um apoio crítico do PT (uma novidade nesta eleição). Como teria essas suas afirmativas nas redes sociais, optou por tirar o time de campo. Nada de participar da campanha do petista. Foi passear na Europa

 

 

Author: João Alberto

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.