Alimentação requer disciplina e cuidados durante quarentena

Alimentação requer disciplina e cuidados durante quarentena

Alimentação balanceada requer ainda mais cuidados durante quarentena. Foto: FreePik/Divulgação

O cirurgião digestivo e bariátrico Flávio Kreimer tem compartilhado dicas de saúde nas redes sociais e alerta para os cuidados com a alimentação na quarentena. Recomenda estabelecer horários para as refeições e não pular estes momentos, nem substituí-los por lanches. Em post no Instagram, o pernambucano faz recomendação prática: no almoço, metade do prato deve conter salada crua ou cozida, e a outra metade, proteína e carboidratos. “Observe o que não faz bem ao seu corpo, respeite sua individualidade;
Comer é um grande prazer. Sim! Mas, especialmente nesse momento, precisamos cuidar para evitar o exagero, certo? Então, busque também outros afazeres. Cuide-se!”, publicou o cirurgião.

View this post on Instagram

Alimentação na quarentena pode ser mais um desafio nesse momento. Vamos ver algumas dicas para nos ajudar nessa questão: – Mantenha uma rotina com horários para as refeições e outros afazeres; – Durma o suficiente para seu corpo descansar, isso é vital para a saúde; – Não vá ao supermercado com fome. Alimente-se antes e se programe para não ficar muito tempo nesse local; – Não compre muitas guloseimas ou o que não pode consumir; – Compre frutas, legumes e verduras diferentes. E incentive as crianças a comê-las; – Não pule as principais refeições, nem troque por lanches; – O café da manhã é um ótimo momento para um bom suco verde, acrescente gengibre e uma fruta cítrica. Aproveite o que a nossa região oferece: inhame, cará, bata-doce, macaxeira, banana comprida. Na tapioca e cuscuz podemos adicionar aveia ou quinoa. E uma fonte de proteína, ovo é uma excelente opção. – No almoço procure fazer um prato saudável: metade do prato entre salada crua e/ou cozida, e a outra metade entre proteína e carboidrato. Tempere a salada com azeite extra virgem, vinagre, limão. Frutas como mamão e abacaxi, ou chás como hortelã, erva-doce, cidreira e boldo favorecem a digestão; – Frutas mais doces como a uva nacional vitória, melancia e até as queridinhas berries como a cranberry e blueberry são ricas em compostos bioativos, antioxidantes e anti-inflamatórios, são opções melhores de sobremesas; – Se houver necessidade, faça um lanchinho à tarde com frutas como abacate, coco, laranja, maça e algumas castanhas, nozes, amêndoas. – Consuma frutas cítricas ao longo do dia, nosso corpo não armazena vitamina C; – Um jantar mais leve como uma sopa de legumes, uma canjinha, um peixe ou frango com salada ou legumes cozidos, e um chazinho como camomila ou melissa, vão propiciar uma digestão mais tranquila e favorecer uma boa noite de sono; – Não esqueça de beber bastante água ao longo do dia e tomar um pouco de Sol, aproveite nosso astro-rei; – Observe o que não faz bem ao seu corpo, respeite sua individualidade; Comer é um grande prazer. Sim! Mas, especialmente nesse momento precisamos cuidar para evitar o exagero, certo? Então, busque também outros afazeres. Cuide-se. Fique bem!

A post shared by Dr. Flávio Kreimer (@drflaviokreimer) on

Também nas redes sociais, a psicóloga pernambucana Amanda Pessoa de Melo, que compartilha dicas para manter a disciplina durante o home office e controlar a ansiedade em meio às notícias e temores decorrentes da pandemia de coronavírus, destaca o aumento no consumo de comfort food durante a quarentena. E lista os tipos de comfort food (comida confortável ou afetiva) mais comuns: pratos nostálgicos (que lembram a família), de indulgência (prazer imediato), de conveniência (facilidade de acesso e consumo imediato) e de conforto físico (textura e composição geram bem-estar).

Author: Larissa Lins

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.