Selton Mello posta clique fofo e homenageia o irmão, Danton Mello

Danton e Selton Mello – Créditos: Instagram

O ator usou as redes sociais na tarde da última sexta-feira (29), para fazer uma homenagem ao irmão, Danton Mello, que completou 45 anos. Para comemorar, Selton Mello compartilhou um clique antigo, no qual os dois aparecem quando eram bebês. A foto veio acompanhada de um texto emocionante, falando sobre a relação dos irmãos.

O artista iniciou simulando o diálogo da imagem. “Aniversário do meu irmão. -Vai, fotinho! -Tá mas, pra que isso, mãe? -Pra um dia você lembrar disso por mim, pode ser que eu não me lembre, daí você me ajuda. -Então tá. -E o sorriso? -Mãe, 7:15 , cedo demais.”, declarou. Em seguida, continuou: ”E vem cá, tô meio tenso. Sei lá, ele já nasceu assim alegrete, com essa carinha de quem já quer sair falando um monte de coisa pra muita gente!-Geminiano é assim, filho! -Ata -E esse bico? Ciúme do irmãozin fofin? -Run ALÁ! Essa camisa eu nem queria usar, tá pinicando, o berço tá apertado, tô com medo dele falar alguma coisa e eu não entender, ou me morder, vai que. -Você vai ser referência pra ele, vocês vão brincar juntos, crescer juntos, ter alguma profissão, sabe-se lá qual, mas serão felizes, vão se ajudar e tomara que vejam eu e seu pai bem velhinhos ainda. Sempre faremos tudo por vocês dois”. 

Logo em seguida, o artista, de 47 anos, contou detalhes sobre o dia em que posou para a foto ao lado do caçula. “A foto foi tirada. Eu desci do berço com dificuldade, porque de manhã é tudo mais complexo pra mim e ali, de fora, eu fiquei olhando meu irmão que chegou, segurei a mãozinha dele, ele riu pra mim, e me deu uma coisa boa no coração. Eu cuidaria do meu irmão. Tive medo do mundo ser um lugar de gente ruim. Eu o protegeria e precisaria ser forte pra ajudar também meus pais, mais gente e a mim mesmo, me preocupei de não dar conta, eu já nasci preocupado. Eu sinto muito”, disse.

O ator concluiu falando da relação com o irmão. “Daí eu sorri pra ele, recebi um sorriso tão sincero de volta que me passou coragem. Isso a foto não pegou, mas eu peguei. Ele me chamaria de Meu Selton em breve. Isso me faria sentir importante. Minha mãe me pegou pela mão, fez shh porque Danton ia dormir e eu fiquei na sala com meu pai e minha mãe brincando de alguma coisa que não lembro porque minha cabeça estava no bebezinho do berço. Ele ia ter uma grande jornada. Grande, que nem ele”, finalizou.

Confira: 

View this post on Instagram

aniversário do meu irmão ❤️ -Vai, fotinho! -Tá mas, pra que isso, mãe? -Pra um dia você lembrar disso por mim, pode ser que eu não me lembre, daí você me ajuda. -Então tá. -E o sorriso? -Mãe, 7:15 , cedo demais. E vem cá, tô meio tenso. Sei lá, ele já nasceu assim alegrete, com essa carinha de quem já quer sair falando um monte de coisa pra muita gente! -Geminiano é assim, filho! -Ata -E esse bico? Ciúme do irmãozin fofin? -Run ALÁ! Essa camisa eu nem queria usar, tá pinicando, o berço tá apertado, tô com medo dele falar alguma coisa e eu não entender, ou me morder, vai que. -Você vai ser referência pra ele, vocês vão brincar juntos, crescer juntos, ter alguma profissão, sabe-se lá qual, mas serão felizes, vão se ajudar e tomara que vejam eu e seu pai bem velhinhos ainda. Sempre faremos tudo por vocês dois. A foto foi tirada. Eu desci do berço com dificuldade, porque de manhã é tudo mais complexo pra mim e ali, de fora, eu fiquei olhando meu irmão que chegou, segurei a mãozinha dele, ele riu pra mim, e me deu uma coisa boa no coração. Eu cuidaria do meu irmão. Tive medo do mundo ser um lugar de gente ruim. Eu o protegeria e precisaria ser forte pra ajudar também meus pais, mais gente e a mim mesmo, me preocupei de não dar conta, eu já nasci preocupado. Eu sinto muito. Daí eu sorri pra ele, recebi um sorriso tão sincero de volta que me passou coragem. Isso a foto não pegou, mas eu peguei. Ele me chamaria de Meu Selton em breve. Isso me faria sentir importante. Minha mãe me pegou pela mão, fez shh porque Danton ia dormir e eu fiquei na sala com meu pai e minha mãe brincando de alguma coisa que não lembro porque minha cabeça estava no bebezinho do berço. Ele ia ter uma grande jornada. Grande, que nem ele.

A post shared by Selton Mello (@seltonmello) on

Author: Marcela Nunes

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.