Família Bolsonaro aderiu ao Telegram

Seguidos por mais de 330 mil usuários, os canais dos políticos da família Bolsonaro no Telegram, aplicativo russo para troca de mensagens instantâneas, vem crescendo exponencialmente desde a semana passada. Nos últimos dias, o presidente Bolsonaro esteve mais presente no Telegram do que no Twitter. Bolsonaro chegou à plataforma, bem como o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi impedido de publicar em diversas redes sociais, entre elas, o Twitter, o Facebook  e o Instagram.

O Telegram é uma alternativa ao aplicativo de mensagens de Zuckberg e, após a suspensão dos perfis de Donald Trump, representantes da direita migraram da rede social para fortalecer o rival do WhatsApp. Bolsonaro é o que possui mais seguidores da família, com cerca de 286 mil contados. Flávio acumula 34,5 mil e Eduardo tem 16,5 mil contatos. O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) não está no Telegram, apesar de ser conhecido pela atividade frequente em redes sociais.

Author: João Alberto

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.