Bruna Marquezine revela que quase interpretou a Supergirl em filme da DC

A atriz brasileira participou do podcast ‘Mamilos’, em uma entrevista feita na segunda-feira (15), e contou que fez teste para viver a famosa heroína. Bruna Marquezine teria ficado em segundo lugar na seleção internacional para dar vida a Supergirl, no filme ‘The Flash’, da DC Comics. O papel foi conquistado por Sasha Calle. As informações são do Cenapop. Ainda segundo Bruna, a pandemia foi um dos grandes motivos para ela não ter sido a grande escolhida do diretor Andy Muschietti, famoso por ter dirigido o filme ‘It – A Coisa’. “Eu não peguei o papel. E não tirando, de forma alguma, o mérito da atriz incrível que pegou, mas um dos maiores motivos para que eu não tenha feito foi a covid e as nossas limitações. Eu não tinha como ir para Londres”, contou.

A atriz reforçou ainda que a dificuldade para entrar no país não foi o único motivo: “Eles tentaram de todas as formas possíveis. É óbvio que esse não foi o único motivo. Eu acredito muito que existe momento para tudo, e esse papel era dela, e ela tem o mérito dela e seu desempenho foi excepcional”, disse Bruna em um dos trechos. Marquezine foi a única brasileira aprovada em meio a 60 pessoas que foram testadas para o papel. De acordo com ela, após ir para o top 2 da seleção, um teste de química com Ezra Miller, o novo Flash, foi feito.

Ela fez questão de exaltar a experiência vivida. “Eu estudei esse texto de trás para frente, de frente para trás, de cabeça para baixo, decorei essas duas cenas. Me preparei com tudo que eu podia para esse teste, e fui fazer. Foi uma das melhores experiências que eu tive até hoje na minha carreira, porque eu entrei nesse teste, desde o início nessa experiência, muito desacreditada da minha capacidade enquanto atriz. E, durante essa chamada, eu lembro de olhar para o Ezra Miller, um ator que eu admiro muito, e depois de nosso primeiro ensaio – que o diretor falou que era um ‘ensaio frio’ – e eu estava ali completamente entregue. Não existia ‘ensaio frio’ para mim, eu só poderia me dar 100%, o tempo inteiro. E assim que a gente terminou esse ‘ensaio frio’, o Ezra Miller falou assim: ‘Nossa, esse ensaio frio veio direto do inferno!”, finaliza.

Author: Marcela Nunes

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.