Startup pernambucana atinge 55 milhões de usuários na internet
abr29

Startup pernambucana atinge 55 milhões de usuários na internet

André Ferraz, de 25 anos, é o CEO e co-fundador da In Loco, uma startup pernambucana que já atinge 55 milhões de usuários na internet. A empresa foi fundada em 2011 nos corredores da Universidade Federal de Pernambuco e tem como objetivo criar uma plataforma de computação ubíqua, baseada na onipresença da tecnologia e conectividade. A startup, incubada no Porto Digital, criou uma tecnologia exclusiva que usa os dados de geolocalização dos smartphones para mostrar anúncios publicitários específicos e personalizados, no momento mais propício para o consumidor (ou seja, todos nós). André toca a empresa com outros sete sócios e co-fundadores, todos com idade entre 26 e 34 anos. Hoje, a In Loco Media conta ainda com uma equipe de mais de 100 pessoas e escritórios em São Paulo e no Recife. Já são mais de 600 aplicativos parceiros, gerando mais de 5 bilhões de impressões por mês. A tecnologia, inclusive, já foi utilizada por multinacionais como Coca-Cola, Fiat e LG. Mas, você deve estar se perguntando: o que seria computação ubíqua? Significa que a computação estará tão presente em nosso dia-a-dia que vai se tornar imperceptível. Imagine só chegar em um aeroporto e o aplicativo da companhia aérea abrir automaticamente e indicar a hora e para qual portão de embarque deveríamos seguir. E se o aplicativo do internet banking abrisse no momento em que você entra no banco? Parece um futuro distante? Segundo André, isso já está começando a tomar forma, em situações mais simples, como lâmpadas com sensores de presença, os wearables (como os relógios inteligentes) e a forma na qual a In Loco desenvolve. O grande objetivo da empresa é desenvolver uma plataforma que possa prever as necessidades do consumidor, construindo uma rede de geolocalização onde outras empresas, de várias áreas, possam se conectar e oferecer serviços de acordo com a localização do usuário. Por exemplo: um ar-condicionado poderia regular a temperatura simplesmente quando uma pessoa se aproxima dele, porque a empresa já saberia suas preferências. Dá para imaginar? A empresa pernambucana cresce a cada dia e já conquistou diversos prêmios internacionais, como o Cannes Lions Innovation, quando foi eleita uma das 10 startups mais promissoras do mercado publicitário internacional em 2015. Este ano, eles foram selecionados para a rede Empreendedores Endeavor e assumiram a missão de inspirar outros empreendedores de todo o mundo. Conversamos com André sobre a startup, como funciona a tecnologia que impacta toda a sociedade e planos para o futuro da empresa. Confira o bate-papo completo: Como e quando surgiu a ideia de criar a In Loco Media? A In Loco surgiu da disciplina Projeto de Desenvolvimento, ministrada no curso de Ciência da Computação do Centro de Informática da...

Wesley Safadão fala sobre show em prol do IMIP: “Ajudar o próximo deveria ser uma regra”
abr26

Wesley Safadão fala sobre show em prol do IMIP: “Ajudar o próximo deveria ser uma regra”

Wesley Safadão, um dos maiores fenômenos da música brasileira, estará nesta quinta-feira no Recife para um show beneficente em prol do Instituto de Medicina Integrada Professor Fernando Figueira – IMIP. O cantor vai se apresentar de forma mais intimista, acompanhado de sua banda, no Teatro Guararapes. Safadão está preparando um repertório que passe por todos os seus 14 anos de carreira, prometendo muita alegria para os convidados. Esta não é a primeira vez que o cantor está ligado à instituição pernambucana. No ano passado, ele visitou de surpresa um fã, de 11 anos, que estava internado na UTI pediátrica do local. O cantor afirma que “ajudar o próximo deveria ser uma regra para todos” e está sempre tentando fazer sua parte. O retorno de Safadão ao Recife, após a apresentação desta quinta-feira, não vai demorar. Daqui, ele segue para Garanhuns e Fortaleza, e volta para a capital pernambucana  no domingo, para apresentar a festa Vai Safadão, no Centro de Convenções. O evento traz todo um conceito diferente, com o cantor puxando um trio elétrico. Marcia Fellipe, que grava seu novo DVD, e Léo Santana também estão na programação. O Blog João Alberto conversou com Wesley Safadão antes de desembarcar na cidade para falar sobre a gravação de seu novo DVD em Miami, no início do mês, a repercussão do seu corte de cabelo, novos projetos e sua rotina com a família. Confira o bate-papo: Quando gravou o DVD em Miami disse que era o começo de uma nova fase. Como​ está esse novo momento? Está sendo maravilhoso, só tenho a agradecer a Deus por tantos sonhos realizados e a família linda que Ele me deu. Você vai se apresentar essa semana no Recife para um show beneficente. Qual a importância de um show deste tipo? Ajudar o próximo deveria ser uma regra para todos e não apenas um gesto isolado. Acredito que temos que fazer nossa parte! Amo o que eu faço e quando é em prol do outro, me satisfaz ainda mais e agradeço a Deus por essa oportunidade. Qual é o grande diferencial de uma festa como a Vai Safadão? A nossa energia. Aqui não tem tempo ruim. Se a pessoa chegou triste no show, tenho certeza que vai voltar feliz e cantando nossas músicas. Tentamos ao máximo arrancar sorrisos, levantar a galera e tirar da cabeça os problemas. Meu show é para se divertir. O selo “Garota Safada” tem muitas outras festas. Qual é a característica de cada uma? Temos o Garota VIP, o Bloco Vai Safadão, o Garota White, e por aí vai. Cada um tem uma característica, mas todos com a mesma proposta: de ser uma...

Carlos Augusto Lira se reinventa na decoração do Carnaval deste ano
fev22

Carlos Augusto Lira se reinventa na decoração do Carnaval deste ano

O arquiteto Carlos Augusto Lira monta a cenografia e identidade visual do carnaval do Recife há 16 anos. Já passou por temas e homenageados como Ariano Suassuna, Zé Claudio, Alceu Valença. Este ano, se reinventou e buscou na arte de rua o conceito para a decoração. Ele conversou com a equipe do blog sobre as novidades do carnaval, suas experiências e como se renova a cada ano. Confira: Como surgiu a ideia da decoração do carnaval deste ano? No ano passado, a primeira-dama Cristina Mello falou comigo pedindo que eu me reinventasse na decoração do carnaval. Queria que eu desse a “cara” da gestão da prefeitura, que buscasse a arte urbana. Eu adorei! Então fomos pesquisar os grafiteiros. Eu fiz uma lista, Cristina sugeriu nomes também e chegamos a um consenso, junto com a Nuvem Produções. Todos os artistas foram muito acessíveis, sem estrelismo, toparam participar. Isso abriu uma janela para muita gente mostrar o trabalho, suas técnicas e de desenvolver sua arte. Eu fiquei muito satisfeito, foi uma grande mudança e muito importante pra mim. Foi um aprendizado. Quanto tempo durou a preparação da cenografia para o carnaval? O que mais demorou foi a organização do projeto, preparar os locais dos painéis, dar as tintas para os artistas. Depois que eles começaram foi tudo rápido. Começamos em novembro e em 15 de dezembro já estava com quase tudo pronto para trabalhar com as fotos e as impressões. Como será feita a decoração? Por ser feito no sítio histórico da cidade, a gente fica um pouco engessado, porque não pode mexer na arquitetura do lugar. Então, os grafiteiros fizeram painéis em outros lugares da cidade, como o Compaz do Cordeiro, onde eles podem ficar permanentemente. Após 16 anos na cenografia do carnaval, como você se reinventa? Eu tenho 69 anos e estou sempre buscando aprender. Eu aprendo com as pessoas. É preciso ser aberto, não pode ser engessado. Eu trabalho com arquitetura há 45 anos e há mais de 30 meus clientes já diziam que eu era “um arquiteto que ouve”. Então você não pode ser irredutível em sua profissão. É duro se reinventar, mas é preciso colocar “a cabeça para moer”, como foi o caso agora com o grafite. Além, é claro, de toda a equipe da prefeitura, os arquitetos que trabalham comigo, o designer, minha filha que trabalhou comigo por 10 anos… Todos me ajudam. E os jovens também, eu aprendo muito com os jovens, com meus netos. E após trabalhar para o Carnaval, como aproveita os dias de folia? Eu fui chamado por Almir Rouche para subir no trio este ano, mas acho que não vou,...

Cristina Mello: “Sou mulher e uso toda minha força para transformar tempo em ouro”
fev18

Cristina Mello: “Sou mulher e uso toda minha força para transformar tempo em ouro”

O nome do cargo é pomposo: primeira-dama do Recife. Mas ela quebra o protocolo já no primeiro sorriso: largo, espontâneo e cheio de boa energia. É assim Cristina Mello, esposa do prefeito Geraldo Julio. Uma mulher simples, gentil, alegre e ainda tem a nobre missão de cuidar do coração das crianças no Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip). Divide as atividades com o papel de mãe de Rodrigo, Eduardo e Mariana e de dona de casa. “Sou mulher e uso toda minha força, disposição e alegria que uma mulher poder ter para transformar tempo em ouro”, disse ela em entrevista para a coluna João Alberto deste fim de semana. Também falou sobre o carnaval, uma das suas festas preferidas do ano. Confira:  1- Como você administra as atividades de médica, mãe e primeira-dama? Simples … Sou mulher e uso toda minha força, disposição e alegria que uma mulher poder ter para transformar tempo em ouro. Quando passamos a entender que a nossa vida é feita de escolhas e, essas prioridades devem ser voltadas para fazer o bem e com todo amor, no final tudo dá certo e arrumamos tempo para tudo.  2- Como escolhe as fantasias? Confio muito no time que escolho para me ajudar com os vestidos de carnaval. Deixo sempre os artistas, estilistas criarem. Claro que às vezes dou minhas sugestões.  3- Quais os frevos que mais gosta? São tantas músicas maravilhosas , tantos compositores e músicos talentosos que fica difícil escolher um. Os ritmos de carnaval, como frevo e samba, me agitam. Também adoro maracatu. Confesso que o batuque do maracatu faz meu coração acelerar diferente. 4- Os eventos de carnaval que mais admira? Acho linda a Noite dos Tambores Silenciosos 5- Uma recordação de carnaval O Carnaval do Recife sempre me traz boas recordações. Mas a primeira vez que fui ao Galo da Madrugada foi inesquecível. Desde esse dia vou para o Galo todos os...

Jorge Peixoto fala sobre os preparativos do Carvalheira na Ladeira
fev11

Jorge Peixoto fala sobre os preparativos do Carvalheira na Ladeira

Manter um conceito de qualidade e ser reconhecido por ele é para poucos. É assim, na cidade, quando se fala das festas e shows promovidos pelo Grupo Carvalheira, leia-se Geraldo Bandeira de Melo, Rafael Lobo, Jorge Peixoto e Victor Carvalheira. Eles não brincam em serviço e têm como meta não somente promover grandes shows, mas sim, a experiência Carvalheira. “Seja na decoração, no serviço, nas atrações, nos efeitos especiais”, disse Jorge Peixoto, um dos sócios e diretor de RP do grupo, entrevistado da seção bate-bola deste fim de semana da Coluna João Alberto. Ele falou sobre os preparativos e detalhes do Carvalheira da Ladeira, principal evento do calendário deles e o mais “bombado” do carnaval de Olinda. Confira a entrevista na íntegra:       – Qual a principal aposta do Carvalheira na Ladeira deste ano? A principal aposta continua sempre sendo o nosso serviço. Promover esta experiência da marca que a gente proporciona em todos os eventos. A Carvalheira se destaca por isso: por oferecer uma festa de primeira qualidade. Não um show. Nós não nos propomos a ser apenas um local de apresentação de bandas. Nós somos uma empresa que tenta focar nas experiências completas do cliente no evento, seja na decoração, no serviço, nas atrações, nos efeitos especiais. Tem tudo. Isso é o que a gente sempre tenta surpreender. – Como é feita a escolha das atrações que vão se apresentar nos quatro dias? Costumamos falar que somos um evento nacional, mas também somos um grande impulsionador da nossa cultura. Por isso, temos todos os dias um grande ícone cultural do país. Temos um nome de Pernambuco, um nome do sertanejo, do axé e da cena de música eletrônica. Tentamos mesclar todas as atrações com um nome forte nos seus segmentos e que representam bem os seus públicos. – Quanto tempo vocês levam para produzir o evento? O tempo de produção é de 365 dias. A gente começa a pensar no “Ladeira” na quarta-feira de cinzas. Este ano, antecipamos as vendas para abril. A tendência agora é já começar a vender logo após o carnaval. Estamos sempre pensando no Carvalheira da Ladeira, que é o grande evento do nosso calendário anual. – Qual a expectativa de público nos quatro dias? A nossa expectativa é de dar “sold out’ em todos os dias do evento, reunindo 6 mil pessoas por dia. Já esgotamos o domingo, a segunda e a terça. O sábado estamos próximos de esgotar também. Nossa expectativa é esta: vender realmente todos os ingressos, se Deus quiser.   – Na cidade, o Carvalheira é conhecido por manter um “padrão A” nos eventos que produz. Como é a responsabilidade de carregar...

Página 1 de 111234Última »