Antônio Nóbrega e suas mil faces

Selo_carnaval_2014

Antônio Carlos Nóbrega Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Antônio Carlos Nóbrega Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Ele toca violão, violino e bandolim. Compõe frevos, dança, atua, é um estudioso da cultura popular e detentor de vários prêmios. Como se não bastasse, administra um local de cursos, oficinas e mostras em São Paulo. Não é à toa que aos 61 anos, Antônio Carlos Nóbrega será um dos homenageados do carnaval do Recife deste ano ao lado do frevo. As apresentações que ele fará no período momesco serão recheadas de canções do ritmo e homenagens a grandes compositores. As surpresas serão para quebrar o hiato de dois anos longe do carnaval pernambucano.

Rosane e Antônio Carlos Nóbrega Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Rosane e Antônio Carlos Nóbrega Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

O interesse de Antônio pela música surgiu cedo, quando tinha oito anos e foi incentivado pelo pai a aprender violino. Aos 18, o escritor Ariano Suassuna o convidou para integrar o Quintento Armorial, grupo percursor na criação da música erudita baseada nas raízes nordestinas. Fez parte do Quinteto por 10 anos e seguiu para São Paulo, onde desenvolveu seu próprio estilo de concepção na música e artes cênicas. De lá pra cá, o pernambucano viajou Brasil afora com vários espetáculos musicais, lançou sete CDs e três DVDs.

Crédito Nando Chiappetta/DP/D. A Press

Crédito Nando Chiappetta/DP/D. A Press

Agora, sua obra será disseminada nas telonas brasileiras através do filme Brincante. Com direção de Walter Carvalho, o longa deve estrear no segundo semestre e vai contar a trajetória do artista. Mesmo morando há mais de 30 anos em São Paulo, Antônio não abre mão de descansar olhando para o mar. “Uma das coisas que eu mais gosto são as praias. Especialmente as do litoral sul”, diz. E foi com a praia de Serrambi como cenário, que Antônio recebeu bem à vontade a equipe do Blog João Alberto, usando bermuda, camisa branca, chinelo e chapéu, na casa onde está hospedado desde o dia 6 de janeiro com a mulher, Roseane. No bate-papo, falou sobre o início da carreira, sobre os filhos Gabriel (30) e Maria Eugênia (26), como começou o interesse pela dança, seus planos para o futuro e muito mais. Assista:

Author: Lais Siqueira

Share This Post On