Recife pode ficar sem o Fifa Fan Fest

George Braga - Crédito: Gabriella Autran/Esp. DP/D.A Press

George Braga explicou os motivos – Crédito: Gabriella Autran/Esp. DP/D.A Press

O FIFA Fan Fest, espaço destinado à exibição de jogos durante a Copa do Mundo e realização de shows, só vai acontecer no Recife se houver investimento do capital privado. A informação foi divulgada pelo secretário de Esportes e Copa do Mundo, George Braga, em coletiva de imprensa nesta manhã.
De acordo com o secretário, a decisão já vinha sendo pensada desde julho de 2013, quando foi assinado contrato com a FIFA. “A Prefeitura é a favor da Copa do Mundo e vai fazer de tudo para que aconteça da melhor forma possível, mas não vai investir no evento. É uma questão financeira”, enfatizou.
George Braga -  Crédito: Gabriella Autran/Esp. DP/D.A Press

George Braga – Crédito: Gabriella Autran/Esp. DP/D.A Press

Ele alegou, ainda, que, no Rio de Janeiro e em São Paulo, houve investimento dos patrocinadores da FIFA no evento. “Recife quer os mesmos direitos”, afirmou. Inicialmente, os gastos com o evento estavam estipulados em R$ 20 milhões. Depois de alguns cortes, a exemplo da redução de dias em que haveria programação, de 27 para 14, o investimento ficou em R$ 11 milhões.

Ainda assim, a Prefeitura não vai poder arcar com os gastos. George fez questão de frisar que a desistência do Recife em relação ao FIFA Fan Fest não tem nada a ver com choque de patrocinadores, já que o evento acontece no mesmo período do São João. Ele adiantou, inclusive, que a Prefeitura não deve correr atrás dos patrocinadores, essa será uma responsabilidade da FIFA, que não recebeu bem a notícia.

No Recife, a estrutura do evento seria a intermediária, com locação no Marco Zero. Em alguns dias, haveria shows. Em outros, apenas exibição dos jogos. O secretário afirmou que a cidade não vai perder turistas por isso e que tem muito mais a mostrar do que apenas um evento.

Author: Gabriella Autran

Share This Post On