Problema para candidato tucano em Minas Gerais

Pimenta da Veiga/ Emanuel Pinheiro/EM

Pimenta da Veiga/ Emanuel Pinheiro/EM

O indiciamento do ex-ministro Pimenta da Veiga pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro pode se transformar numa grande pedra no caminho de sua candidatura ao governo de Minas Gerais. Ele recebeu R$ 300 mil em parcelas das agências DNA e SMP&B, as duas de Marcos Valério. Pimenta afirma que foi pagamento de honorários por consulta empresarial que não foi feita e ele também não tem nenhum comprovante.

 

 

Author: João Alberto

Share This Post On